Pesquisa: 76% dos entrevistados reinventaram a forma de trabalhar

A adesão ao trabalho remoto por grande parte das companhias e a crescente de tendências como "anywhere office" foram responsáveis por acelerar transformações no mercado corporativo. A ideia de se locomover diariamente, enfrentar o trânsito ou o transporte público, se tornou distante para uma parcela da população.

De acordo com levantamento realizado pela Deel, líder global em gestão de contratos e pagamentos internacionais, em parceria com a Momentive, três em cada quatro profissionais entrevistados (76%) ​​- mulheres e homens - dizem que o trabalho remoto proporciona mais equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

"Não existe mais futuro do trabalho, pois o futuro é agora. Estamos há mais de dois anos adaptados ao teletrabalho, eu diria que é um caminho sem volta", afirma Cristiano Soares, country manager da Deel no Brasil. Os dados evidenciam um cenário animador quando se trata do desenvolvimento de carreira dentro da modalidade. Ainda de acordo com a pesquisa realizada pela Deel, mais de 91% dos entrevistados dizem que o trabalho remoto os ajudou a superar barreiras profissionais.

Outro ponto que vale destaque é a questão do bem-estar do time. Uma empresa que pode contar com uma equipe formada por profissionais que estão confortáveis em suas posições e visualizam oportunidades no ambiente de trabalho, está muito mais propensa a crescer de forma acelerada e até mesmo inovar de forma mais assertiva. No caso da Deel, em pouco tempo de existência, aumentou sua operação e hoje atua em mais de 150 países, com um time remoto de mais de 900 pessoas, em seis fuso-horários diferentes. "É fundamental alinhar valores, expectativas e dar autonomia aos colaboradores. Eu sempre reforço que se um gestor não confia no seu time, ele contratou as pessoas erradas", aponta Cristiano.

As infinitas mudanças derivadas da nova forma de trabalhar incluem desafios também e logo surgem questionamentos relacionados à construção da identidade organizacional da empresa, interação da equipe e até mesmo produtividade. "Acreditamos que é mais do que possível criar cultura organizacional em uma companhia remota, já que isto não está limitado a um espaço ou presença física, é algo que vai além e deve ser fortalecido diariamente pela liderança", pontua o gestor. "Para um colaborador, a flexibilidade de horário, estar ao lado da família ou em sua cidade natal são pontos que ganham disparado de um escritório com mesa de sinuca e uma série de reuniões presenciais com o time", finaliza Soares.