Campanha incentiva a doação de sangue em 3 postos de coleta no Rio

Há um caminho amplo a se trilhar no que diz respeito à conscientização das pessoas sobre a importância da doação de sangue. Prova disso, é que apenas 1,8% da população brasileira é doadora regular, ou seja, são pessoas que doam pelo menos uma vez por ano, segundo o Ministério da Saúde. Com o objetivo de engajar mais pessoas nesse ato solidário tão importante, o GSH Banco de Sangue Serum e a Rede D'Or São Luiz, em parceria com o Hemocione, lançam a Campanha #SeuTipoSalvaVidas.

Para incentivar as doações, a iniciativa montará três postos de coleta temporários em maio. O primeiro será no auditório do Hospital Quinta D'Or, Zona Norte do Rio de Janeiro, nos dias 4 e 5 de maio. Na semana seguinte, nos dias 10 e 11, será a vez do Teatro Riachuelo, no Centro do Rio, receber a campanha. Já nos dias 18 e 19, o auditório do Copa D'Or, na Zona Sul carioca, vai abrigar o último evento.

 Todos os postos terão a estrutura apropriada para coletas de sangue, bem como seguirão rigorosos protocolos de segurança. Os voluntários que forem doar no Quinta e Copa D'Or podem ir tranquilos, pois os postos serão montados em espaços fora do ambiente hospitalar. São convidados a participar colaboradores da Rede D'Or, familiares de pacientes que necessitam de transfusão sanguínea, doadores do grupo Hemocione e a população em geral. 

De acordo com Rodrigo Moreira, líder regional de captação do GSH Banco de Sangue Serum, cada posto de coleta está preparado para receber cerca de 120 doadores por dia. A expectativa com a Campanha é coletar, nos três eventos, pelo menos 700 bolsas de sangue. 

"Além de conscientizar a população sobre a importância da doação de sangue, com essa ação pretendemos também, com essas coletas, equilibrar os estoques sanguíneos de nossa rede, para que possamos atender com conforto às demandas dos hospitais", enfatiza Rodrigo Moreira. 

As pessoas que precisam de transfusões são pacientes com anemia falciforme, em tratamentos de câncer, além das vítimas de acidentes de trânsito e queimaduras, pacientes que serão submetidos a cirurgias de médio e grande porte, como cardíacas e transplantes -- 1 a cada dez pacientes internados necessita de transfusões. 

Para o vice-presidente médico da Rede D'Or, Leandro Reis, o doador de sangue desempenha um papel fundamental, pois ajuda a salvar vidas. Ele ainda ressalta que a campanha se torna ainda mais importante, pois pesquisas mostram que a pandemia provocou uma queda expressiva no número de doações, que chega a variar de 15 a 30%. 

"Sem dúvida nenhuma é imprescindível o esforço para engajar a sociedade nesta causa. Por isso, convido as pessoas a virem doar sangue, pois teremos toda a estrutura para receber os voluntários com toda a segurança", afirma Leandro, que prevê que esta será a primeira de muitas outras campanhas feitas em parceria com o GSH, responsável pelos bancos de sangue que atendem todos os hospitais da Rede D'Or. 

Quem pode doar

Para doar, é preciso apresentar um documento de identidade original com foto; estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 69 anos; e pesar, no mínimo, 50 quilos. O doador não pode estar em jejum e deve ter dormido pelo menos 6 horas na noite anterior. É recomendado ainda evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação e respeitar o prazo de 12 horas para o caso de ingestão de bebidas alcoólicas. 

De acordo com o Ministério da Saúde, as mulheres podem doar sangue até 3 vezes por ano, observando um intervalo de 3 meses entre cada doação; já os homens até quatro vezes, com intervalo de 60 dias entre as doações.

Campanha #SeuTipoSalvaVidas, confira as datas e locais:

Dias 4 e 5 de maio, das 8h às 17h, Hospital Quinta D'Or -- auditório externo, Rua Alm. Baltazar, 435 - São Cristóvão, Rio de Janeiro - RJ

Dias 10 e 11 de maio, das 8h às 17h, Teatro Riachuelo, Rua do Passeio, 38/40 - Centro, Rio de Janeiro - RJ

Dias 18 e 19 de maio, das 8h às 17h, Hospital Copa D'Or -- auditório externo, Rua Figueiredo de Magalhães, 875 - Copacabana, Rio de Janeiro - RJ