Idosa imprensada por carro alegórico, roubos e prisões marcam último dia de desfiles no Rio Uma integrante da Escola de Samba Paraíso do Tuiuti passou mal durante o desfile do Grupo Especial, na noite deste sábado, na Marquês de Sapucaí, e a cadeira de rodas onde ela estava acabou imprensada por um carro alegórico da própria agremiação.

Hoje (24), a assessoria de imprensa da escola informou que Alba Regina Gomes, de 72 anos, recebeu alta da emergência do Hospital Souza Aguiar, após um carro alegórico colidir com a cadeira de rodas em que estava, na madrugada deste domingo. "Ela se encontra bem e foi para casa. Durante o desfile da azul e amarelo, ela se sentiu mal e foi socorrida pela equipe de socorristas do Sambódromo, quando o último carro da agremiação “bateu” em sua cadeira de rodas”, informou a assessoria da Tuiuti.

Representantes da Paraíso do Tuiuti, que foi a primeira escola a se apresentar na noite de ontem no Sambódromo, acompanharam Alba Regina no hospital e se colocaram à disposição para ajudá-la no que for preciso.

Roubos e prisões
As ações de fiscalização e ordenamento feitas pela Secretaria de Ordem Pública (Seop) e pela Guarda Municipal do Rio (GM-Rio) no entorno do Sambódromo e na Estrada Intendente Magalhães resultaram em uma prisão, no quarto dia de desfiles do carnaval fora de época, chamado carnabril pela população. Em quatro dias de fiscalização e patrulhamento, foram feitas quatro prisões e duas conduções de cidadãos para delegacia, após flagrantes de furto, roubo e desacato.

Segundo a prefeitura, foram aplicadas 294 multas após flagrantes de infrações de trânsito, e 31 veículos foram rebocados. Desde o início dos desfiles do Sambódromo, na última quarta-feira (20. até ontem (23), foram aplicadas 1.547 multas de trânsito.



Foto: Riotur / Divulgação