Ambulatório Ossos Fortes do Hospital Pedro Ernesto está captando pacientes para análise Há dois meses em ação, uma equipe multidisciplinar do Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE), vinculado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), tem trabalhado em um novo espaço: o Ambulatório Ossos Fortes. Pioneiro na rede pública estadual, o local tem como objetivo prevenir a ocorrência de novas fraturas em pessoas com osteoporose. Para dar continuidade ao trabalho realizado, o ambulatório está captando pacientes para análise e agendamento da consulta. O serviço é gratuito.

Os pré-requisitos para atendimento são pacientes acima de 50 anos de idade, que possuem osteoporose e já apresentaram alguma fratura por fragilidade - extremidade proximal do fêmur, extremidade proximal do úmero, extremidade distal do rádio e vértebras.

A coordenadora do Ambulatório Ossos Fortes do Hupe-Uerj, Maria Caroline Alves Coelho Amaral, alerta para os primeiros sinais que inspiram atenção.

– A partir do momento que o paciente tem a primeira fratura, as chances de ter uma nova aumentam de duas a três vezes. Nesse contexto, no final do ano passado, cadastramos o hospital em um programa internacional chamado FLS. O objetivo dessa inciativa é fazer a captação de pacientes que já tiveram algum tipo de fratura por fragilidade, para atuar na prevenção, e assim diminuir a mortalidade associada à doença – disse a coordenadora.

As fraturas ósseas são consideradas a principal complicação da osteoporose, doença que enfraquece os ossos a ponto de torná-los suscetíveis a quebras. Quando acontecem em idosos, as fraturas podem ser ainda mais graves, causando sérios prejuízos à saúde.

O ambulatório está ligado ao Serviço de Endocrinologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto e a atuação é feita em parceria com o Serviço de Ortopedia do hospital. Neste primeiro momento, os interessados em ter acesso ao atendimento devem entrar em contato com a equipe do ambulatório pelo número (21) 97731-1920.

Após fazer uma inscrição, o caso será analisado para averiguar se preenche os pré-requisitos e, caso se encaixe no perfil, o paciente estará apto para ser atendido.