Idosa conclui transcrição da Bíblia à mão após sete anos Para superar a perda do marido, em 2014, a aposentada Maria Petrina, então com 74 anos, deu início a uma atividade inusitada: transcrever a Bíblia à mão. Depois de muitas horas diárias de dedicação, a idosa concluiu o objetivo agora, em 2022, ao redigir seis cadernos inteiros e usar mais de 10 canetas na missão que a ajudou a superar a saudade do companheiro de décadas José Francisco.

Diariamente, Maria Petrina separava algumas horas para ler e copiar cada palavra do livro. O contato diário com a obra a fez conhecer mais sobre as passagens.

"Para mim é uma coisa boa, porque tanto estou escrevendo como estou aprendendo. É muito bom porque tenho esse contato maravilhoso com a Palavra do Senhor", garante. 

Hoje com 82 anos, a aposentada celebrou o momento em que terminou a transcrição da Bíblia. A comemoração ocorreu em um culto de consagração em sua cidade natal, Itabuna/BA, acompanhada de sua família, alguns amigos e o pastor local. Ela frequenta a igreja Adventista do Sétimo Dia desde 1983.

“Para mim, foi uma alegria copiar a Bíblia. E mesmo quando eu viajava, eu levava o material para escrever para não perder tempo. Sempre copiei em oração e com alegria, mas quando cheguei na parte sobre a vinda de Jesus, chorei muito, fiquei muito emocionada”, diz.  

Além do conforto espiritual, Petrina relata que o hábito de escrever a ajudou a relembrar sua época de estudante, quando sua professora lhe ensinou as primeiras letras.

“Quando vai chegando a idade, podia ser que eu deixasse de escrever e fosse perdendo aquela coisa bonita, aquela facilidade, mas graças a Deus minha caligrafia continua bonita”, diz.