Velejadora mais jovem das Olimpíadas de Tóquio morre afogada

A velejadora tunisiana Eya Guezguez morreu tragicamente, enquanto treinava no mar com sua irmã gêmea, Sarra, no domingo (10). A jovem de 17 anos, que competiu nas Olimpíadas de Tóquio, em 2021, aos 16 anos, se afogou após um acidente em que a embarcação virou devido ao vento. 

Sua irmã, que competiu ao lado dela no torneio de vela nos Jogos de Tóquio 2020 no verão passado, sobreviveu ao trágico naufrágio.  

As irmãs Guezguez terminaram em 21º lugar no evento 49er FX, mas tinham grandes esperanças de competir em futuros Jogos Olímpicos e melhorar seu desempenho de estreia depois de chegar a Tóquio como as atletas mais jovens de seu país.

Sua morte foi relatada pela primeira vez pelo jornalista tunisiano Souhail Khmira, que  twittou: "Eya Guezguez, windsurfista olímpica tunisiana, faleceu hoje após um acidente no treino. Que ela descanse em paz.”

A página oficial do Twitter de ETTACHKILA também prestou homenagem à jovem velejadora, dizendo: 'Com apenas 16 anos, nossa campeã de vela, Eya Guezguez, morreu hoje após um acidente durante o treino da seleção .''

Desde que a triste notícia veio à tona, as redes sociais foram inundadas de homenagens à campeã.

Um de seus amigos tuitou: 'Que notícia terrível... Eya, sua morte foi uma adaga que perfurou nossos corações. Descanse em paz, querida amiga. Você permanecerá entre nós para sempre!'