Polêmica: igreja pede a fiéis que não deem esmolas A Igreja São Francisco de Assis, de Florianópolis, gerou polêmica ao divulgar um aviso desestimulando a doação de dinheiro para pessoas em situação de vulnerabilidade. O aviso, que já foi retirado, dizia: "Pedimos por gentileza para não dar esmolas no interior da igreja nem no portão. Isso não dá dignidade".

Segundo o padre Júlio Lancellotti, de São Paulo, que divulgou a denúncia após receber uma fotografia por intermédio de um fiel, o comunicado foi visto nessa quinta-feira (07) por volta das 12h40 na Igreja de São Francisco de Assis. No fim da tarde, o anúncio já havia sido removido.

A imagem foi publicada nas redes sociais do padre. "Dentro da igreja de São Francisco de Assis em Florianópolis! O próprio São Francisco era mendicante e atendia mendicantes! São Francisco passaria apuros por aí!", escreveu.

O padre acredita que não tenham sido os freis que fizeram o aviso, mas pessoas que estavam próximas a um bazar organizado pela instituição.

Segundo o religioso, a proibição de esmolas em igrejas tem sido uma prática crescente pelo Brasil. "Acontece porque também é uma prática de pessoas em situação de rua entrarem nas igrejas para pedirem ajuda. Com o aumento do empobrecimento da população, com o aumento de pessoas em situação de rua, com pessoas dormindo em portas de igrejas, isso acaba sendo algo muito recorrente", explica ele.

O padre Lancellotti ainda afirma que conversou com a instituição para apurar o caso.