Adolescente gravemente queimado em desafio do TikTok faz alerta sobre riscos Um adolescente da Flórida, EUA, pode dizer que está vivo por milagre depois de queimar 35% de seu corpo em um desafio de fogo do TikTok.

De acordo com a People Magazine, Nick Howell, de 12 anos, está alertando as pessoas sobre os riscos envolvidos nos desafios de mídia social.

“Você não deve tentar tudo o que vê nas mídias sociais”, disse ele à People. "Não vai correr bem. Quero dizer às pessoas que não sejam seguidores, mas líderes."

Em outubro de 2020, Nick estava sentado do lado de fora da casa de sua avó em Miami com seus irmãos e primos. As crianças estavam falando sobre o desafio do fogo, que envolve derramar álcool em si mesmo e depois acender o fogo.

"Eu derramei um pouco de álcool no chão (de concreto), acendi e apaguei", lembrou Nick. "Mas acho que a garrafa pegou fogo e explodiu. Comecei a queimar."

Ele correu freneticamente em busca de ajuda e os membros da família conseguiram borrifá-lo com a mangueira de água.

"Foi horrível", explicou sua mãe, Estela Guillen. "Foi comovente, devastador... e traumático."

Nick foi levado de avião para um hospital, onde passou por meses de procedimentos médicos e 50 cirurgias para reparar seu ferimento. 

Sua mãe disse que a experiência afetou a forma como ela cria seus filhos.

"O acidente dele abriu meus olhos de muitas maneiras, mas especialmente na minha própria maternidade", disse Guillen. "Você acha que está vigilante, mas isso claramente não é suficiente. Temos que fazer nossos filhos entenderem que há realmente consequências na vida real para esses desafios."

O Tiktok atualizou suas Diretrizes da comunidade em fevereiro, afirmando: "Não permitimos que os usuários compartilhem conteúdo que descreva, promova, normalize ou glorifique atos perigosos que possam levar a ferimentos graves ou morte. 

Os pais são incentivados a se familiarizar com os desafios das mídias sociais e discutir os perigos com seus filhos em casa.