WhatsApp suspende grupos de apologia a Lula Grupos de WhatsApp criados pela assessoria comunicação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pré-candidato à presidência em 2022, foram suspensos pela plataforma.

A plataforma tem regras que podem derrubar contas no aplicativo. Disparos em massa automatizados, por exemplo, são vedados. Mas a assessoria do petista argumenta que não utiliza os recursos.

No começo desta semana, a comunicação de Lula lançou o portal Lulaverso, com presença no WhatsApp, Telegram, Instagram, Twitter e TikTok, para promover o candidato nas redes sociais. No entanto, ao menos quatro dos grupos criados no WhatsApp foram banidos na noite de terça-feira (8). A assessoria de imprensa do petista afirma que os grupos serão recuperados em breve.

Lula tenta de todas as formas ganhar espaço no ambiente digital – onde o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), cresceu para ser eleito em 2018, e mantém diversos seguidores que reverberam sua plataforma de governo e ideais.