Vereador de Nilópolis é preso em operação da Polícia Federal de combate a milícia 
A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (10) 19 mandados de prisão preventiva contra acusados de integrar uma milícia armada que atua na Baixada Fluminense. A operação Hoste, em parceria com o Ministério Público (MPRJ), também cumpre 29 mandados de busca e apreensão.

Um dos presos é o vice-presidente da Câmara de Vereadores de Nilópolis, Mauro Rogério Nascimento de Jesus, o Maurinho do Paiol (PSD), que segundo investigações, é o chefe da submilícia de Nilópolis.

Além de Maurinho, agentes prenderam outras sete pessoas, entre elas dois policiais militares.

O grupo integra o bando que já foi de Wellington da Silva Braga, o Ecko, morto ano passado, e que hoje é comandado por Luis Antônio da Silva Braga, o Zinho, irmão de Ecko.

A organização atua na venda de sinal clandestino de TV e internet (gatonet), comércio ilegal de gás, exploração de serviço de mototáxis e ameaças a moradores e comerciantes.

O grupo ainda é acusado de tráfico de armas e drogas e teria vínculos com milicianos que agem na zona oeste do Rio. A polícia também investiga envolvimento dos alvos da operação com homicídios e corrupção.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal Especializada da Capital e estão sendo cumpridos nas cidades do Rio, São João de Meriti e Nilópolis.



(*Foto: Reprodução Redes Sociais)