Passagens dos ônibus intermunicipais do Rio já estão mais caras O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) publicou, na sexta-feira (25/02), uma portaria com as novas tarifas das linhas intermunicipais. Os índices adotam os critérios do Grupo Executivo de Integração da Política de Transportes (Geipot). De acordo com o modelo, as tarifas seriam reajustadas em 18,51%, para Região Metropolitana, 11,13%, para serviços urbanos não metropolitanos, e 7,74%%, para rodoviários não metropolitanos.

No entanto, devido à crise econômica, o governo do estado determinou a utilização de um reajuste de menor proporção, para que haja baixo impacto entre os usuários. Com isso, o índice ficou em 10% para Região Metropolitana; 6,01% para serviços urbanos não metropolitanos; e 4,18% para rodoviários não metropolitanos. Os novos valores entraram em vigor ontem (01/03). Mas como foi feriado, muitos passageiros estão surpreendidos nesta quarta-feira com o aumento.

De acordo com a metodologia do Geipot, são considerados no cálculo os preços dos insumos e os indicadores operacionais (tipo de veículo, região por onde circula, quilometragem, média de passageiros transportados, entre outros). Dessa forma, o Detro-RJ esclarece que o reajuste se fez necessário, uma vez que a última atualização ocorreu há mais de três anos, em fevereiro de 2019. No período, houve sucessivos aumentos dos insumos que incidem sobre a prestação dos serviços de transporte coletivo intermunicipal, entre eles, o preço dos combustíveis.