Ator sírio revela ter sofrido agressão na Ucrânia por ser cristão Em participação no programa Conversa com Bial, que foi ao ar na terça-feira (03), o ator sírio Kaysar Dadour, revelou ter sido vítima de perseguição na Ucrânia por ser cristão.

No programa, Kaysar lembrou que deixou a Síria em 2011 e nunca mais voltou. À princípio, o intérprete de Fauze, na novela Órfãos da Terra, não acreditou que os conflitos no país iam durar muito tempo.

“Começou na Síria umas manifestações na rua, a gente achou que ia acabar rápido, não estava acostumado a ver isso. Depois ficou mais perigoso. Os países que estavam mais perto de chegar eram Ucrânia, Rússia ou Bielorrússia. Consegui na Ucrânia, peguei visto de estudante e fugi para lá”, contou o ator.

Na Ucrânia, porém, Kaysar sofreu por ser cristão. O sírio foi agredido por grupos radicais e extremistas islâmicos por carregar um crucifixo no peito.

“Na Síria, a gente sempre teve uma relação muito boa entre cristão e muçulmano. Mas outros países não. (...) Eles não aceitam sírios cristãos. Eu tenho orgulho de ser cristão. Quando viram meu crucifixo, eu estava na rua e aconteceu o que aconteceu. Foi muito forte”, revelou Kaysar.

Quando chegou no Brasil, Kaysar trabalhou como garçom, animador de festas e conseguiu entrar para a 18ª edição do Big Brother Brasil. O ex-BBB assistiu às cenas do reality show e ao vídeo de inscrição no palco do programa.