Organizações e pessoas se mobilizam para ajudar Petrópolis

Além das ajudas oficiais, pessoas e organizações de todo o Brasil estão mobilizadas no socorro à população de Petrópolis. O temporal que atingiu a cidade da Região Serrana do Rio de Janeiro já deixou 41 mortos e um rastro de destruição. A prefeitura decretou estado de calamidade pública e luto oficial por três dias. Na cidade, um grupo lançou uma campanha de ajuda: SOS PRAY FOR PETRÓPOLIS. Quem puder doar água, alimentos e roupas pode deixar o material na Casa de Portugal – Av. General Rondon, 715, no Quitandinha.

Mas não é preciso estar em Petrópolis para ajudar. Aliás, a Defesa Civil recomenda não ir para a cidade. Quem estiver no município do Rio, pode entregar suas doações à OAB*, na AV. Marechal Câmara 210, Centro.

A Firjan -- Federação da Indústrias do Rio de Janeiro -- mobilizou a sua rede de solidariedade, convocando empresas que possam ajudar na doação de materiais para atendimento às necessidades urgentes. As empresas podem entrar em contato através dos canais (21) 99925-0363 (WhatsApp) ou prontoatendimento@firjan.com.br.

A sede do Fluminense Football Club, na Rua Álvaro Chaves, 40, em Laranjeiras, também está à disposição para doações às vítimas das chuvas em Petrópolis.

Confira outros pontos para doações:

•    Igreja Missões Evangelística Vinde Amados Meus (Mevam) - na Rua Bernardo de Vasconcelos 604 - Cascatinha.

•    Pronto Socorro do Alto da Serra - Rua Teresa 1.839 - Alto da Serra

•    Igreja Católica de São Francisco de Assis - Rua João Xavier - Moinho Preto

•    OAB/Petrópolis - Rua Marechal Deodoro 229, sobreloja - Centro de Petrópolis

•    Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH)/Petrópolis - Rua Monsenhor Barcelar 400 - Centro

•     Igreja Batista Atitude em Petrópolis - Rua Quissamã, 777, Quissamã. Contato: (21) 98323-0050 Pr. Wallace Cardoso

•     Igreja Batista Atitude (sede): Rua Sylvio da Rocha Pollis, 751 - Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.





*A OAB está recebendo doações em suas 63 subseções no estado.



Por orientação da Diocese de Petrópolis, todas as paróquias da cidade estão abertas e de prontidão para acolhida de desabrigados e desalojados. As igrejas também estão recebendo doações de roupas e material de higiene.

A Prefeitura de Petrópolis montou 15 pontos de apoio para acolher pessoas desalojadas ou desabrigadas, com a tempestade de terça-feira. Os pontos foram montados principalmente em escolas e igrejas.

Pontos de acolhimento da Prefeitura de Petrópolis




  • Escola Estadual Augusto Meschick

  • Salão Paroquial da Igreja São Paulo Apóstolo

  • Escola Paroquial da Igreja Bom Jesus

  • Escola Municipal Alto Independência

  • Escola Municipal Doutor Paula Buarque

  • Escola Municipal Stefan Zweig

  • Escola Municipal Odette Fonseca

  • Escola Municipal Governador Marcello Alencar

  • Centro de Educação Infantil Chiquinha Rolla

  • Escola Municipal Papa João Paulo II

  • Escola Municipal Ana Mohammad

  • Escola Municipal Rosalina Nicolay

  • Quadra do Boa Esperança Futebol Clube

  • Escola Municipal Dr. Rubens de Castro Bomtempo

  • Escola Municipal Duque de Caxias



Resgate

Houve um grande desabamento no Morro da Oficina, no bairro Alto da Serra, e equipes do Corpo de Bombeiros tentam resgatar possíveis  soterrados. O número de mortos sobe a todo momento. Somente na Rua do Imperador, região central da cidade, foram encontrados 12 corpos, que estavam presos às ferragens de carros ou ainda submersos no rio.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram um pouco da dimensão da tragédia. Em uma das imagens, pessoas em desespero retiram às pressas crianças de dentro da Escola Municipal Vereador José Fernandes da Silva. A cidade está em estado de calamidade pública.

O Corpo de Bombeiros tem dificuldade de acessar os locais mais críticos porque há muitos veículos abandonados nas ruas. São vários pontos de deslizamentos. A Defesa Civil Estadual anunciou que será montado um hospital de campanha em Petrópolis.