Baleia virou churrasco na Bahia

Parece história de pescador, mas trata-se de uma triste realidade. A carne de uma baleia de 39 toneladas, que morreu na sexta-feira (30) ao encalhar na Praia de Coutos, no subúrbio de Salvador, virou churrasco para a população local. Nem o alerta dos riscos de contaminação feito pela Vigilância Sanitária tirou o apetite dos moradores.



Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o churrasco de baleia. “Olha aqui, que viagem. Carne de baleia! Tá ligado? Não passa nada”, diz um homem, que aparece consumindo a carne.



Pescadores que trabalham na região contaram que muitas pessoas estiveram na praia para pegar a carne do animal e levar para casa. Em entrevista para a TV Bahia, um dos moradores do bairro falou sobre o gosto da carne do mamífero, que virou especiaria por lá. “Parece carne de vaca”, disse.



Em entrevista ao jornal Correio, o auxiliar de pedreiro Jorge Silva, 28 anos, também disse ter se alimentado com a carne de baleia. Com um facão, revelou ter retirado pedaços da carne enquanto ainda estava fresca, nas primeiras horas após o anúncio da morte do animal. O objetivo, segundo ele, era garantir seu estoque de carne no freezer. 



O animal era da espécie jubarte, adulta, de cerca de 15 metros de comprimento e 39 toneladas. Biólogos do Instituto Baleia Jubarte estiveram no local, fazendo exames e colhendo amostras, que vão apontar a causa da morte da baleia.