Procon-RJ: mutirão com concessionárias tem recorde de atendimentos e acordos No primeiro mutirão de renegociação de dívidas neste ano, o Procon do Governo do Estado do Rio de Janeiro bateu o recorde do número de atendimentos e de acordos de todas as edições de mobilizações presenciais promovidos com as concessionárias de água e esgoto. O evento, que aconteceu nos cinco dias úteis da semana passada, recebeu 1.499 consumidores que foram negociar contas atrasadas com a Cedae, Prolagos, Zona Oeste Mais, Águas do Rio, Águas de Juturnaíba e Águas de Niterói.

- O grande número de atendimentos realizados mostra o quanto a população que está endividada quer pagar as contas atrasadas. O mutirão veio justamente para ajudar os cidadãos fluminenses a saírem do vermelho; foi uma solução rápida e diferenciada para aqueles que estavam na iminência de terem o serviço cortado - disse Léo Vieira, secretário estadual de Defesa do Consumidor.

Um endividado, por exemplo, chegou ao Procon-RJ com um débito de mais de R$ 52 mil e conseguiu a redução da dívida para cerca de R$ 7 mil.

- Realizamos mutirões de renegociação de dívidas de forma frequente. Sempre acreditei no potencial desse tipo de evento para ajudar os consumidores. Agora, vamos partir para o mutirão com as instituições financeiras no Dia do Consumidor, 15 de março – afirmou o presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho.

A Cedae também conseguiu reduzir a dívida de um consumidor de cerca de R$ 52 mil para R$ 7 mil, parcelados em 70 vezes. Um cliente da Águas do Rio, que estava com as três últimas contas atrasadas, conseguiu negociar e vai pagar o débito em 36 vezes sem juros. A Zona Oeste Mais dividiu em 60 vezes o débito de uma pessoa que estava com boletos vencidos há mais de oito anos. Já a Águas de Niterói parcelou em 42 vezes uma dívida de ligação de água.