Pastor declara que o futuro da igreja é o metaverso A palavra “metaverso” tem se tornado cada vez comum desde o lançamento do filme “Homem Aranha: sem volta para casa”, no fim de 2021, aqui no Brasil. “Metaverso” refere-se a espaços globais sempre ativos, principalmente online, que são “omni-experienciais”. Em um verdadeiro metaverso, os usuários irão consumir e criar jogos, entretenimento, aprendizagem, trabalho, diversão e engajamento social, tudo em um único ambiente imersivo conectado. Em suma, é um lugar feito de espaços virtuais 3D compartilhados que se conectam em um universo virtual percebido. Mark Zuckerberg disse aos funcionários que isso era o futuro. E agora, um pastor replica sua fala.

Uma igreja nos Estados Unidos se rendeu às possibilidades oferecidas pelo metaverso e criou um ambiente virtual para promover novas experiências espirituais aos fiéis. Trata-se da VR Church, que chegou até mesmo a ordenar ministros e batizar crentes de forma remota.

Quem lidera a comunidade é o pastor D.J. Soto (foto), que também prega em uma igreja física. Desde que descobriu a plataforma VR AltSpaceVR, decidiu que levaria seu templo ao mundo virtual.

“O futuro da igreja é o metaverso. Não é uma coisa anti-física, eu não acho que as reuniões físicas devem ir embora. Mas na igreja de 2030, o foco principal será seu campus metaverso”, disse, conforme publicado pela BeInCrypto.

Soto conta que, durante o primeiro ano da VR Church, a presença de fiéis foi escassa, mas a situação mudou de forma significativa. Atualmente, a congregação conta com 200 pessoas.

Entrar nesse universo, no entanto, requer o uso de algum dispositivo. Conforme divulgado pelo UOL, a plataforma VR AltSpaceVR pode ser acessada por meio do Windows Mixed Reality, da Microsoft, o Oculus do Facebook ou o HTC Vive, da HTC.