Pesquisa: populações religiosas crescem mais rápido do que ateus em todo o mundo Apesar de um aumento no número total de ateus em todo o mundo, uma nova pesquisa revela que a população de religiosos está crescendo a um ritmo mais rápido do que a de seus homólogos seculares. 

A empresa de pesquisa norte-americana Lifeway Research identificou “7 tendências encorajadoras do cristianismo global em 2022” com base em dados coletados pelo Centro para o Estudo do Cristianismo Global no Seminário Teológico Gordon-Conwell, com sede em Massachusetts, nos Estados Unidos. Especificamente, os dados intitulados Relatório do Status do Cristianismo Global de 2022 demonstram que “a fé religiosa está crescendo mais rápido que a irreligiosa”. 

O relatório Status do Cristianismo Global de 2022 inclui estatísticas sobre o cristianismo de 1900, 1970, 2000 e meados de 2022 e apresenta projeções para 2025 e 2050. Os dados descobriram que a população de “religiosos”, aqueles que se inscrevem em uma religião específica, cresceu em uma taxa de 1,27% entre 2000 e 2022. Por outro lado, o número de ateus cresceu apenas a uma taxa de 0,18% no mesmo período. 

Embora o número de ateus no mundo tenha aumentado de aproximadamente 141,5 milhões em 2000 para cerca de 147 milhões agora, o número de ateus permanece abaixo do recorde de 165.156.000 medido em 1970. Prevê-se que o número de ateus diminua para aproximadamente 143 milhões em 2050. O número de religiosos aumentou de cerca de 5,3 bilhões em 2000 para cerca de 7 bilhões agora e está projetado para chegar a 9 bilhões em 2050. 

Outra tendência encorajadora abordada pelo Lifeway é o crescimento do cristianismo em particular. O número de cristãos em todo o mundo aumentou 1,17% de 2000 a 2022.

As denominações cristãs que experimentaram as taxas de crescimento mais rápidas são os evangélicos (1,8%) e pentecostais/carismáticos (1,88%). Espera-se que o aumento no número de pentecostais em todo o mundo continue em ritmo acelerado. Embora menos de 1 milhão de pessoas em todo o mundo tenham se identificado como pentecostais em 1900, espera-se que esse número ultrapasse 1 bilhão em 2050.

Em 2050, os pentecostais poderiam representar cerca de um terço dos 3,33 bilhões de cristãos. Os pentecostais foram medidos como o segundo maior grupo de cristãos em 2022, com os católicos ocupando o primeiro lugar. Havia cerca de 1,25 bilhão de católicos em 2022, e esse número deve aumentar para cerca de 1,5 bilhão até 2050. 

Além disso, Lifeway observou que o cristianismo está crescendo mais rapidamente no sul global, África, Ásia, América Latina e Oceania. A parcela de cristãos na África aumentou a uma taxa de 2,27% nos últimos 22 anos. Ásia, América Latina e Oceania também tiveram taxas de crescimento rápido no número de cristãos medidos em 1,50%, 1,09% e 0,73%, respectivamente.

Atualmente, a África abriga cerca de 700 milhões de cristãos, enquanto a Ásia tem cerca de 400 milhões, a América Latina tem cerca de 600 milhões e aproximadamente 29 milhões residem na Oceania. Espera-se que o crescimento do cristianismo no sul global continue em 2050. Até então, cerca de 1,3 bilhão de cristãos devem viver na África, juntamente com mais de meio milhão residindo na Ásia, quase 700 milhões na América Latina e cerca de 35 milhões na Oceania.

Outra descoberta do relatório Status do Cristianismo Global de 2022 revela que o cristianismo se tornou menos concentrado nos países de maioria cristã. Em outras palavras, enquanto há mais cristãos em todo o mundo, esses cristãos estão espalhados por mais países. A porcentagem de cristãos que vivem em um país onde o cristianismo é a religião majoritária diminuiu de 59% em 2000 para 53,7% em 2022. Até 2050, o estudo estima que a maioria dos cristãos (50,4%) viverá em um país onde o cristianismo não é o religião dominante.

A exposição dos não-cristãos aos cristãos também aumentou ao longo dos anos. Em 2022, 18,3% dos não cristãos pesquisados ​​disseram que conheciam um cristão. Esse número aumentou gradualmente ao longo dos anos, com 5,4% dizendo o mesmo em 1900. A porcentagem de não-cristãos que conhecem um cristão deve aumentar para 20% em 2050. 

Espera-se que o número de Bíblias impressas em 2022 aumente substancialmente em comparação com 2000. O relatório Status do Cristianismo Global de 2022 prevê que 93 milhões de Bíblias serão impressas em todo o mundo este ano, em comparação com os 54 milhões impressos em 2000. O número de Bíblias impressas é deverá chegar a 120 milhões em 2050. 

A diminuição no número de cristãos que morreram por sua fé constituiu a última tendência encorajadora do cristianismo global em 2022. Enquanto o número de mártires cristãos em um período de 10 anos atingiu um máximo de 1,6 milhão em 2000, esse número caiu quase metade para cerca de 900.000 em 2022. Em 2050, o número de mártires cristãos deverá aumentar para 1 milhão.