Vacinação infantil é suspensa no município do Rio, mas segue normalmente na Baixada Fluminense A prefeitura do Rio de Janeiro informou que suspendeu, por falta de doses, a vacinação contra covid-19 de crianças de 7 anos ou mais, a partir desta terça-feira (1º). A informação foi divulgada através das redes sociais e da página do município sobre a doença.

“Por falta de doses, a Secretaria Municipal de Saúde suspende, a partir de amanhã, 1º de fevereiro, a vacinação das crianças de sete anos ou mais contra a covid-19, até que o Ministério da Saúde envie nova remessa de vacinas para a cidade”, anunciou.

Disponibilidade
Segundo a prefeitura, a vacina contra a covid-19 segue disponível para os seguintes grupos: primeira dose para crianças com deficiência e/ou comorbidades entre cinco e 11 anos; pessoas com 12 anos ou mais; segunda dose de acordo com a data do comprovante de vacinação; dose de reforço para pessoas com 18 anos ou mais que tomaram a segunda dose há pelo menos quatro meses; e segunda dose de reforço para pessoas com 18 anos ou mais que tenham imunossupressão e receberam três doses no esquema primário.

O Ministério da Saúde anunciou que começou a distribuição de vacinas CoronaVac, inclusive para o Rio de Janeiro. Foram distribuídos 2,6 milhões de doses, sendo mais de 200 mil somente para o estado do Rio. De acordo com o ministério, a responsabilidade da entrega das vacinas aos municípios é do estado.

Baixada Fluminense
Municípios da Baixada Fluminense seguem vacinando crianças normalmente nesta terça (01). Veja o calendário:
Duque de Caxias: vacinação para crianças de 7 a 11 anos, e para o público de 5 a 11 anos com comorbidades. O horário de campanha infantil é de 13h às 16h
São João de Meriti: vacinação para crianças de 8 a 11 anos, e para o público de 5 a 11 anos com comorbidades.
Nilópolis: vacinação para crianças de 5 a 11 anos
Mesquita: vacinação para crianças de 5 a 11 anos
Belford Roxo: vacinação para meninos de 11 anos
Japeri: vacinação para crianças de 5 a 11 anos
Magé: vacinação para crianças de 9 a 11 anos
Itaguaí: crianças de 5 a 11 anos, com ou sem comorbidades.

Efeitos da vacina
Em todo o Estado, o número de casos de Covid-19 em janeiro de 2022 é 181% maior se comparado ao mesmo período de 2021. Mas segundo a Secretaria de Estado de Saúde, O número de internações é 78,9% menor e o número de óbitos é 1.078% menor.


Apesar de a Ômicron ser uma variante com altamente transmissível, o avanço da vacinação freou o número de casos graves e óbitos, de acordo com a pasta.



As informações foram levantadas pelo Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde (CIEVS), por meio Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP/Gripe), da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro.