Cidade Integrada: primeiro dia de ações sociais teve mais de 4 mil atendimentos

Emissão gratuita de documentos, balcão de empregos, saúde bucal, corte de cabelo e até um passo para a formalização do casamento. O primeiro dia de ações sociais promovidas pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, no sábado (29), no Jacarezinho, Zona Norte do Rio, e na Muzema, Zona Oeste, movimentou as duas regiões e garantiu o acesso de moradores a diversos serviços gratuitos. Ao todo, foram 4.005 atendimentos realizados pelas secretarias e órgãos estaduais.

Com as ações, que ocorreram entre 9h e 16h, as comunidades tiveram a oportunidade de vivenciar as transformações proporcionadas pelo Cidade Integrada, programa do governo para a retomada de territórios, com o foco de levar desenvolvimento social, econômico, infraestrutura e segurança para a população que vive nas comunidades do Rio de Janeiro.

No Jacarezinho, foram 2.615 atendimentos ao longo do dia, na quadra da escola de samba Unidos do Jacarezinho. O governador Cláudio Castro, inclusive, voltou ao local nesta tarde para acompanhar o programa de perto, e ressaltou a chegada de mais serviços nos próximos dias. Um dos órgãos presentes na ação, o Detran manterá um posto de Identificação Civil e de Habilitação instalado provisoriamente em um contêiner na quadra.

José Geraldo Ramalho, de 65 anos, foi o primeiro morador a ser atendido no posto de Habilitação do Jacarezinho. Motorista de ônibus aposentado, ele tinha uma carteira profissional categoria D, e renovou o documento com alteração para categoria B, para dirigir carros de passeio.

- Está uma maravilha o atendimento no Cidade Integrada. Fui chegando e logo resolvendo o que eu precisava, com toda tranquilidade. Espero que continue sempre assim - disse ele, que já saiu com uma clínica agendada para fazer o exame médico.

Desempregada há sete anos, a vigilante Raquel Ribeiro, 38, foi até a quadra da escola de samba para atualizar a identidade, mas acabou aproveitando para se cadastrar no banco de empregos.

- Achei o atendimento perfeito, a melhor coisa que aconteceu para a nossa comunidade. Eu acho que a chegada dos serviços aqui será uma oportunidade de emprego não só pra mim, mas para outros moradores. Vai trazer qualidade de vida. Esse é o momento para os moradores, depois de tanto sofrimento – comemorou.

Muzema: a caminho do sim

Já na Muzema, as ações ocorreram na Comunidade Internacional Ágape, totalizando 1.390 atendimentos. O programa foi a chance que o motorista Rodrigo Soares, de 38 anos, e a sua noiva, Ana Carolina Santiago (foto), 40, tiveram para atualizar documentos e agilizar a burocracia exigida para formalizar a união.

Eles foram atendidos por funcionários da Fundação Leão XIII e deram entrada no formulário de isenção de taxa para o casamento.

– A gente queria casar, agora apareceu essa oportunidade e a gente vai concretizar. O Cidade Integrada trouxe policiamento ostensivo e mais segurança à região. Acho que a vida das pessoas vai melhorar muito. É um sopro de esperança – afirmou Rodrigo.

Há cinco anos morando na comunidade, Andrielle de Souza, 29, elogiou as ações sociais e solicitou as carteiras de identificação dos filhos, como Gabriel, de 6 anos, e renovou sua documentação também. O menino recebeu ainda orientações de saúde bucal.

– É a primeira vez que vejo aqui uma ação desse porte, com tantos serviços de saúde, de beleza e para documentos. Resolvi tudo com muita facilidade num dia só, fui muito bem direcionada. Aqui sempre foi um lugar abandonado, a gente nunca teve uma intervenção. É a primeira vez que eu estou vendo e estou gostando – relatou.







(*Foto: Divulgação / Governo RJ)