Homens armados matam um padre e ferem outro no Paquistão Homens armados mataram a tiros um padre e feriram outro em um ataque na cidade de Peshawar, no noroeste do Paquistão.

A polícia e os líderes locais da comunidade minoritária disseram que as vítimas estavam deixando uma igreja da cidade após a missa de domingo quando dois homens em uma motocicleta emboscaram e abriram fogo contra o veículo dos padres.

A polícia identificou o padre morto como William Siraj, que tinha 75 anos.

Os médicos disseram que o padre ferido, Patrick Naeem, estava sendo tratado em um hospital de Peshawar e descreveu sua condição como estável.

Ninguém assumiu imediatamente a responsabilidade pelo tiroteio.

A polícia disse que uma operação para localizar e prender os criminosos está em andamento.

Líderes cristãos condenaram o ataque.

“Exigimos justiça e proteção aos cristãos do Paquistão”, tuitou o educador e bispo Azad Marshall, da Igreja do Paquistão.

Membros da comunidade cristã já foram alvejados em Peshawar.



O ataque mais mortal ocorreu em 2013, quando dois homens-bomba se explodiram em uma igreja da cidade enquanto centenas de fiéis saíam da missa de domingo. O ataque matou pelo menos 80 pessoas e feriu outras 120.



Militantes islâmicos no Paquistão há muito fazem das minorias religiosas, incluindo os cristãos, um de seus alvos.



Os cristãos representam cerca de 2% da população do Paquistão de cerca de 220 milhões de pessoas, que é predominantemente muçulmana.