Reino Unido suspende obrigatoriedade do uso de máscara e apresentação de certificado da vacina Desde o último sábado (23), os irlandeses só têm de usar máscara nas lojas e nos transportes públicos. No Reino Unido, as máscaras, o home office e a apresentação de certificado de vacina não são mais obrigatórios. Na Dinamarca também não haverá medidas mais rigorosas contra o coronavírus a partir de 1º de fevereiro.

O Reino Unido e a Irlanda já ultrapassaram o pico da quinta onda. No Reino Unido, foi em 5 de janeiro (com 2.681,4 infecções por milhão de habitantes); na Irlanda em 9 de janeiro (com 4.766,7 infecções por milhão de habitantes).

As hospitalizações estão caindo no Reino Unido e na Irlanda, mas aumentando na Bélgica e na Dinamarca. Ainda assim, a Dinamarca tem o maior número de pacientes com coronavírus (por milhão de habitantes) em seus hospitais.

A Dinamarca também evitou uma quarta onda no outono passado e tem visto consistentemente menos hospitalizações durante toda a pandemia.
A Bélgica também tem um número reduzido de pacientes com Covid em terapia intensiva em comparação com os outros três países.

Reino Unido
O uso de máscara e o passaporte da vacina eram algumas das poucas medidas ainda em vigor no país. O governo anunciou que pretende em breve suspender a obrigação de se isolar em casa durante o período de quarentena em caso de teste positivo para coronavírus.

“A pandemia não acabou – todos devem permanecer cautelosos e peço a todos que ainda não tomaram a vacina que se apresentem”, disse o primeiro-ministro, Boris Johnson, no Twitter.  O chefe de estado passa por uma crise em seu governo após a revelação de que ele realizou festas durante o auge da pandemia da Covid-19 no Reino Unido.