Policial morre após ser atropelada por bandidos em fuga

A policial militar Tais Valéria Fanasca Melloni, de 42 anos, morreu depois de ser atropelada enquanto perseguia um carro roubado, por volta das 5h17 desta terça-feira (3), na rua Sebastião Antonio da Silva, 100, Jardim Zaíra, em Mauá, na Grande São Paulo.



De acordo com a Polícia Militar, a sargento Taís perseguia um Fiat Pálio roubado, quando, em determinado momento, ao sair da viatura e dar ordem de prisão, foi atropelada pelo veículo, que continuou na fuga.



Ela sofreu esmagamento de crânio e chegou a ser resgatada pelo SAMU ao Hospital Nardini, onde morreu.



O homem que fugiu foi detido na rua Almirante Tamandaré, minutos depois. Equipes que continuaram a perseguição cercaram o carro, que acabou batendo.



A Polícia Militar descobriu também que o homem não agia sozinho. Antes de roubar o Pálio, o primeiro detido e o colega, menor de idade, haviam levado um Corsa Sedan.



Depois de patrulhamento, o adolescente foi apreendido, na Travessa Manoel Nascimento. O caso vai ser registrado no 4º DP de Mauá.



O governador de São Paulo, João Doria, lamentou a morte da sargento. "Com pesar recebi a notícia da triste morte da PM Tais Valéria Fanasca Melloni, atropelada por um veículo roubado na madrugada de hoje, em Mauá, enquanto fazia seu trabalho", escreveu em uma rede social. "Os dois indivíduos envolvidos no crime já estão presos. Meus sentimentos aos familiares e amigos."