Filhas de Ludmila Ferber pedem que convidados não usem preto em culto em memória da pastora

Na tarde desta quinta-feira (27), um comunicado nas redes sociais da cantora Ludmila Ferber pede para que as pessoas não usem roupas pretas no culto de ação de graças pela pastora, que morreu ontem à noite após quase quatro anos de tratamento contra um câncer. O local, dia e horário da cerimônia ainda não foram divulgados. Mas o sepultamento ocorreu hoje mesmo, sem comunicado público, no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju, região central do Rio de Janeiro.

“Todos vocês que a amam estão convidados. Usem roupas brancas, coloridas, mas não se vistam de preto. Não é um dia de lamentação, mas de celebração, pois há muito o que se agradecer, e o faremos no lugar preferido dela aqui na terra: a casa do Senhor. Divulgaremos o endereço e o horário em breve”, diz a publicação assinada por Ana Lídia, Vanessa e Daniela, filhas de Ludmila.

A publicação diz ainda: “Faremos um culto de ação de graças pela sua vida, pois mesmo nessa hora de luto, havemos de celebrar a VIDA dela. Uma vida honrada, com propósito, com uma fé INABALÁVEL e uma força que vinha diretamente do céu. Uma guerreira que combateu o bom combate até o fim.”.

Elas iniciaram o comunicado, o primeiro oficial da família sobre o falecimento de Ludmila, com a passagem bíblica de 2Timóteo 4.7: “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda.”

A família deseja que Ludmila seja lembrada com alegria por toda sua história de fé e determinação e pela certeza de que a pastora está nos braços do Pai, desfrutando a vida eterna.

“Apesar da tristeza que sua ausência física nos traz, não viemos aqui com pesar em nossos corações, porque sabemos que no Senhor temos a vida eterna, uma vida plena, cheia de saúde e alegria, e é lá que nossa mãe se encontra agora".



(Foto: Reprodução / Instagram Ludmila Ferber)