Mulher é presa após abandonar recém-nascido em lata de lixo de avião Uma mulher de Madagascar, de 20 anos, foi acusada de abandonar seu bebê recém-nascido no banheiro de um avião após supostamente dar à luz durante o voo.

De acordo com a BBC, o incidente ocorreu no dia de Ano Novo, em um voo da Air Mauritius de Madagascar para a Ilhas Maurício.

A mulher, cujo nome não foi divulgado, era suspeita de dar à luz o menino em algum momento do voo. No entanto, a criança só foi descoberta depois que a aeronave pousou no Aeroporto Internacional Sir Seewoosagur Ramgoolam, nas Ilhas Maurício, quando a equipe do aeroporto realizou uma verificação alfandegária de rotina.

As autoridades começaram a suspeitar após encontrar papel higiênico ensanguentado na aeronave durante a verificação, relatou o The Straits Times.

Ao encontrar o recém-nascido, as autoridades levaram o bebê às pressas para um hospital para tratamento. Enquanto isso, identificaram a mulher que acreditavam ser a mãe da criança.

Segundo a BBC, a princípio, a mulher disse que o filho não era dela. Uma avaliação médica, no entanto, confirmou as suspeitas das autoridades de que ela havia dado à luz recentemente.

A mulher está sob observação médica e, após sua libertação, deverá enfrentar interrogatório policial e possíveis acusações de abandono de criança. Ela estava viajando para as Ilhas Maurício com uma autorização de trabalho de dois anos, disse a reportagem da BBC.

Tanto a mulher quanto o bebê estão com boa saúde, apesar da provação.