Causa da morte do cantor Maurílio foi choque séptico, revela médico O médico intensivista Wandervam Azevedo, que acompanhava a internação de Maurílio, 28, disse em entrevista ao JA2, telejornal da TV Anhanguera, que o cantor sertanejo morreu nesta quarta (29), devido a um choque séptico.

O quadro é decorrente da sepse —infecção generalizada, provocada por uma resposta desregulada do organismo a uma infecção provocada por vírus, fungos, bactérias (uma pneumonia ou infecção urinária, por exemplo). O choque séptico ocorre quando a reação do sistema imunológico a essa infecção é tão forte que prejudica o funcionamento de um ou mais órgãos e compromete o sistema cardiovascular.

"Ele piorou desde ontem (terça). Trocamos o antibiótico e o corpo não respondeu. Hoje, continuamos com o aumento de remédios, mas ele teve falência múltipla de órgãos: rins, pulmão, fígado e, por último, o coração", explicou Azevedo ao JA2.

Maurílio fazia dupla com Luiza e estava internado desde o dia 15 de dezembro. Ele passou mal durante a gravação de um DVD de outra dupla e, segundo o médico Wandervam Azevedo, teve três paradas cardíacas após sofrer uma tromboembolia pulmonar.

Luana Ramos, mulher de Maurílio, publicou um desabafo na manhã desta quinta-feira (30) em seu Instagram.

"Descansa meu amor, descansa.. Obrigada por TUDO, obrigada por TANTO!", disse ela.

Os fãs resgataram nas redes sociais um vídeo em que ele aparece cantando com Marília Mendonça, morta em novembro. Muitos falam sobre o "ano difícil para quem gosta de sertanejo" após a perda dos artistas.

"Dois anjos, Marilia e Maurilio, descansem em paz", escreveu um. "Que Deus conforte o coração da Luiza. Perdeu dois grandes amigos em um espaço tão curto de tempo", publicou outro fã. "Os anjos cantaram no céu", disse um terceiro.