Especialistas da Sociedade Brasileira de Bariátrica dão dicas para evitar ganho de peso nas festas O final do ano está chegando, e com ele, as tradicionais festas de confraternização, encontros com amigos, ceias em família, e muita comida. Todos esses ambientes já são propícios para comer em exagero e se tornam ainda mais perigosos para pessoas que ganharam peso nos últimos meses ou estão com doenças associadas à obesidade, como diabetes e hipertensão.
 
O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), Fábio Viegas, afirma que muitos pacientes, por conta do desgaste físico e psicológico acumulado no ano, justificam os exageros na hora de comer , atribuindo a necessidade de "relaxar".
 
Dr. Fábio Viegas: É normal as pessoas desejarem uma 'recompensa' pelo ano exaustivo e acabarem deixando o emocional tomar conta. Mas é possível fazer um planejamento alimentar para que a dedicação de um ano inteiro não vá por água abaixo durante as festas de final de ano.
Seja para pacientes que fizeram a cirurgia bariátrica ou para os que querem perder peso, é preciso moderação nesta época do ano.

E qual a principal dica que o senhor deixa?
Quem tem histórico de sobrepeso e obesidade é importante saber diferenciar o que é a 'fome' e o que é a 'vontade de comer'. A obesidade é uma doença crônica, mas tratável e o fator psicológico tem forte influência no controle do paciente", explica Viegas.
A principal dica no tratamento da obesidade é dividir os eventos em fases: antes, durante e depois dos jantares. Antes do evento, a primeira orientação é nunca chegar de estômago vazio.

A nutricionista Fernanda Mattos ensina que quando estamos com fome não conseguimos escolher o que vamos comer, e simplesmente comemos o que tem disponível.
 
Dra. Fernanda: Além disso, há uma tendência a comer mais rapidamente e sem controle quando a fome aperta demais. Por isso é bom fazer um pequeno lanche antes de iniciar a ceia, por exemplo.
Na hora de se servir, a dica é dividir o prato em três partes: em uma metade deve-se colocar folhas verdes e frutas; a outra metade deve ser dividida novamente em duas partes, sendo uma para proteína magra e a outra para uma porção de carboidrato. Na hora da sobremesa, a dica é dar preferência para àquelas feitas com frutas.
 
Segundo pesquisa do The New England Journal of Medicine, as pessoas tendem a engordar 2 kg durante as festas de fim de ano, mas não perdem esse excesso integralmente depois. O estudo, realizado com quase 3.000 pessoas nos Estados Unidos, Alemanha e Japão, mostrou que os participantes emagreceram apenas 1,5 kg - acumulando em média 0,5 kg a cada ano.
 
A nutricionista Magda Ramos explica que as festas de final de ano possuem um apelo afetivo e emocional muito grande, e os alimentos estão atrelados a esses momentos de nostalgia e lembranças.

Dra. Magda Ramos: O importante é dosar as quantidades e tentar escolher o que gosta mais. Isso porque sempre terá na ceia uma comida favorita, o pudim da tia. Se a pessoa provar tudo, o consumo calórico aumenta muito.
Após o evento, se com todas estas dicas, houve um exagero, é preciso iniciar um processo de desintoxicação, consumindo muito líquido, fibras solúveis como semente de linhaça, farelo de aveia, arroz integral ou pão integral.
 
Cristina Aquino, preparadora física, incentiva as pessoas a não pararem de se exercitar neste período.
Cristina Aquino: Pelo contrário, o ideal é aproveitar as férias para caminhar, nadar e praticar esportes, mas com cuidado.