MP-RJ pede quebra de sigilo telefônico do deputado David Miranda A solicitação foi distribuída ontem ao Tribunal de Justiça do Rio que ainda não decidiu. O pedido será analisado pela 16ª Vara de Fazenda Pública.

A coluna apurou que ele também é investigado pela suposta prática de rachadinha — a devolução de salários de funcionários comissionados — em seu gabinete no período em que foi vereador do Rio.

A coluna falou com o deputado e ele disse não ter conhecimento da investigação. Miranda também negou a prática de rachadinha no gabinete.

As outras pessoas na mira do MP são: Reginaldo Oliveira da Silva, Camila Souza Menezes, Nagela Rithyelle Pereira Dantas e Silvia Mundstock.