Em lágrimas, jogador Aguero anuncia aposentadoria precoce devido a problema cardíaco

O atacante do Barcelona Sérgio Aguero, de 33 anos, caiu em prantos ao anunciar sua aposentadoria em uma coletiva de imprensa no Camp Nou, na manhã de quarta-feira (15).

Aguero sentiu dores no peito e dificuldades respiratórias durante a primeira metade do empate em casa de 1-1 do Barcelona com o Alavés, em 30 de outubro.

Ele caiu na grama com as mãos no peito e recebeu atendimento médico por vários minutos antes de poder sair andando e ser levado ao hospital.

O argentino foi posteriormente diagnosticado com uma arritmia cardíaca (batimento cardíaco irregular).

Na coletiva de imprensa, que contou com a presença de representantes de todos os seus clubes anteriores, incluindo o ex-técnico do Barcelona Pep Guardiola que o dirigiu no Manchester City, um Aguero emocionado disse: “Esta coletiva é para comunicar que decidi parar de jogar futebol.

“Tomei essa decisão há cerca de uma semana e quero dizer a todos que fiz todo o possível para ter esperança, mas não havia muita.”

O ex-atacante do Manchester City e do Atlético de Madrid continuou: “Estou muito orgulhoso da carreira que fiz, muito feliz.

“Sempre sonhei em jogar futebol desde os cinco anos. Quero mostrar minha gratidão a todos, a todos os clubes em que joguei e, claro, ao meu amor, a Argentina.

A coletiva de imprensa terminou com Aguero sendo aplaudido de pé.

A brilhante carreira de 18 anos de Aguero começou no Independiente, onde se tornou o mais jovem estreante na primeira divisão da Argentina. Depois de três anos, ele se mudou para o Atlético de Madrid em 2006 antes de assinar pelo City em 2011.

Sua primeira temporada no Etihad Stadium terminou em um ponto alto de sua carreira, quando seu gol contra o QPR, nos acréscimos, arrebatou o primeiro lugar do rival Manchester United e deu ao City o primeiro título desde 1968.

Uma década no clube o viu ganhar cinco títulos da Premier League, seis Copas da Liga e uma FA Cup, marcando 260 gols em 390 jogos.

Sua última aparição no City terminou com o desgosto de uma derrota na final da Liga dos Campeões para o Chelsea, com outro ponto baixo da carreira sendo a derrota na final da Copa do Mundo de 2014 para a Alemanha.

Ele ajudou a Argentina a vencer a Copa América no início deste ano, enquanto em cinco partidas pelo Barcelona Aguero marcou uma vez, na derrota por 2 a 1 para o Real Madrid.



Outros casos

Nas últimas semanas, casos envolvendo problemas cardíacos assustaram o esporte mundial. Durante treino do Atlético-GO, o jovem zagueiro Fellipe, de apenas 18 anos, teve duas paradas cardiorrespiratórias e ficou internado em estado grave. E no dia 23 de novembro, o brasileiro Riuler de Oliveira, jogador do Shonan Bellmare, do Japão, morreu vítima de um infarto.

Somados ao grave episódio do meia dinamarquês Eriksen na Eurocopa, os casos recentes desse tipo de anomalia acenderam o sinal de alerta sobre este perigo para os atletas.

Na semana passada, o treinador do El Magd, da segunda liga egípicia, Adham El-Selhadar (53) sofreu um ataque cardíaco enquanto comemorava o gol da vitória da sua equipe aos 92 minutos, diante do El Zarqa. 

Na sexta-feira (10) Demaryius Thomas, do time de futebol americano Denver Broncos, foi encontrado morto, em sua casa, localizada na Geórgia, nos Estados Unidos. A polícia aponta um problema cardíaco como a causa da morte do atleta, porém os relatórios ainda não foram concluídos.