Caixa anuncia novas medidas de apoio aos municípios atingidos pelas chuvas na Bahia e em Minas A Caixa Econômica anunciou, neste domingo (12), diversas medidas em apoio aos municípios atingidos pelas enchentes nos estados da Bahia e de Minas Gerais. O banco informou que enviou à região especialistas nas áreas de Habitação, Governo e FGTS para prestar apoio técnico às prefeituras e auxiliá-las em providências urgentes que possam ajudar as pessoas prejudicadas.

Dentre as providências, destacam-se a identificação de empreendimentos e obras públicas em situação crítica, para atuação dos poderes públicos, bem como suporte às prefeituras para o encaminhamento da documentação para liberação do Saque Calamidade do FGTS.

Saque Calamidade do FGTS:

A Caixa diz estar pronta para realizar a liberação dos valores aos beneficiários. Para isso, as seguintes etapas devem ser observadas:

• Município ou estado decreta situação de emergência ou calamidade pública.

• Ministério do Desenvolvimento Regional publica portaria de reconhecimento.

• Defesa civil do município ou estado entrega declaração das áreas afetadas e Formulário de informação do Desastre (FIDE) à Caixa.

Depois dessas etapas, a solicitação de saque poderá ser feita pelo beneficiário por meio do aplicativo do FGTS, sem necessidade de ir a uma agência da Caixa. O banco manterá a população informada sobre as próximas etapas para a liberação do FGTS.

Habitação:

• A Caixa possibilita a pausa de até 90 dias nos contratos de financiamento habitacional nas regiões atingidas, mediante solicitação.

• Incorporação das prestações no saldo devedor dos clientes inadimplentes das regiões atingidas, independentemente dos requisitos atuais, mediante solicitação.

• As unidades da Caixa também darão suporte aos clientes para acionamento de seguro habitacional e procedimentos para pagamento de indenizações de forma imediata.

• Envio de equipes de engenharia do banco à região para prestar o apoio necessário às habitações sociais atingidas e adotar medidas necessárias.

Governo:

• A Caixa disponibiliza equipes para ações de assistência técnica em apoio aos municípios.

• As equipes de arquitetos e engenheiros, bem como a operacionalização de repasses de recursos e trabalho técnico social da Caixa, atenderão prioritariamente os municípios atingidos.

• As prefeituras poderão contar com suporte técnico para levantamento dos danos e estimativa de custos para a recuperação de obras em andamento ou edificações atingidas que têm grande impacto para a população dos municípios, como pontes, vias de acesso, abastecimento de água, postos de saúde e escolas, dentre outras.

Bolsonaro visita regiões castigadas pelas chuvas
O presidente Jair Bolsonaro deu uma entrevista coletiva no aeroporto de Porto Seguro (BA) sobre os estragos causados pelas chuvas no estado da Bahia e de Minas Gerais.

“Acabamos de sobrevoar a parte da região Sul da Bahia, onde pudemos ver os estragos proporcionados pelas chuvas. Alguns municípios bastante afetados, como Itamaraju, por exemplo. Num primeiro momento, quando soubemos do ocorrido, além de contatarmos os prefeitos, nós providenciamos a liberação do FGTS“, disse o presidente.

O presidente está acompanhado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; o da Cidadania, João Roma; o da Saúde, Marcelo Queiroga; e o titular do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno.

O presidente informou que acionou o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, “para começar em no máximo cinco dias a pagar as parcelas de até R$6.200 do fundo de garantia e tempo de serviço”.