Nova Iguaçu conta com pontos de apoio e abrigos temporários após temporal

Um dia após o forte temporal que atingiu Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, ao longo da terça-feira (07), equipes da Secretaria Municipal de Defesa Civil continuavam atuando no sentido de reduzir os impactos causados pela tempestade. Houve alagamento em vários pontos da cidade, especialmente em Miguel Couto, e três ocorrências foram registradas. Duas famílias ficaram desalojadas no bairro Figueira. Não houve registro de desabrigados. A cidade permanece em estágio de atenção.

O maior acúmulo de chuva registrado de terça para quarta foi de 82,5mm, em Miguel Couto, 32,5% da média do mês de dezembro para a região. O período mais intenso do temporal durou cerca de duas horas, causando alagamentos em diversas ruas do bairro. Austin e Santa Rita também receberam grande volume de chuva.

Em Figueira, um muro desabou e atingiu duas casas na Rua Maria Aparecida, deixando duas famílias desalojadas. Equipes da Defesa Civil estiveram no local ainda na tarde de terça-feira e interditaram os imóveis. Os nove moradores foram atendidos e encaminhados para casas de parentes. Na manhã desta quarta (8), a Defesa Civil retornou ao local, desta vez com uma equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS). As famílias desalojadas receberam novo atendimento e foram cadastradas no Programa Aluguel Social.

No bairro Bandeirantes, uma família também ficou desalojada e foi cadastrada pela SEMAS no Programa Aluguel Social. As três pessoas moravam na Rua Paes Leme, onde oito casas e quatro lojas às margens do Rio Botas já estavam interditadas. Todos os imóveis, com exceção do habitado por esta família, estavam vazios. As secretarias de Defesa Civil, de Infraestrutura e de Serviços Públicos realizaram operação conjunta e demoliram quatro residências.

A Defesa Civil pede que a população fique atenta aos avisos e alertas emitidos via SMS. Quem não tem o celular cadastrado e deseja receber as informações deve enviar uma mensagem de texto para o número 40199 e indicar o CEP de interesse, podendo cadastrar mais de um. Após feito o cadastramento, o celular estará apto a receber alertas e recomendações da Defesa Civil. O órgão também emite alertas aos telespectadores de serviços de TV por assinatura. As mensagens são exibidas para assinantes da Claro NET, Vivo, Oi, Sky e Nossa TV.

Previsão do tempo

A previsão do tempo para esta quinta-feira (9) é de céu parcialmente nublado a nublado com chuva fraca isolada e a temperatura máxima prevista é de 28°C. Não deve chover na sexta e no sábado, mas a chuva deve voltar de forma moderada no domingo, de forma isolada, no período da noite.

Na segunda e terça-feira, a previsão é de pancadas de chuva moderada a forte a qualquer momento. Na quarta (15), também é previsto chuva a qualquer hora do dia, porém de forma fraca a moderada.

Cidade conta com pontos de apoio e abrigos temporários

Com a aproximação do verão e as iminentes tempestades típicas da estação, a Defesa Civil, com o apoio das secretarias municipais de Assistência Social e de Educação, criou uma estratégia para que as famílias que vivem em áreas de risco possam se abrigar da chuva em segurança. Para isso, 36 pontos de apoio e abrigos temporários ficarão disponíveis para a população quando houver fortes chuvas.

"Estamos nos aproximando do verão, uma estação com chuvas mais intensas, que provocam alguns eventos danosos e precisamos estar preparados", afirma o secretário municipal de Defesa Civil, Jorge Ribeiro Lopes. "O ponto de apoio é a ponta do nosso sistema de ajuda, pois eles recebem as pessoas que são afetadas de imediato por essas intempéries".

Qualquer informação, alteração ou emergência deve ser comunicada imediatamente pelos telefones 199, 3779-0660 ou 98160-9740. Clique aqui para conferir os pontos de apoio e abrigos temporários disponíveis.