Rio passa a exigir passaporte da vacina também em shoppings, restaurantes e táxis A Prefeitura do Rio de Janeiro amplia, a partir de hoje (02), a exigência de comprovante de vacinação contra a Covid-19 na cidade. Agora, pessoas com mais de 12 anos precisam comprovar que estão com o esquema vacinal completo para acessar locais como bares, lanchonetes, restaurantes, táxis, transporte por aplicativo, hotéis, pousadas, shoppings, salões de beleza, entre outros estabelecimentos.

O passaporte de vacina continua valendo para acesso a outros locais de uso coletivo da capital fluminense, como academias e estádios de futebol. A ampliação da exigência do documento ocorre por causa da preocupação com a variante ômicron.

No Rio, 600 mil pessoas não retornaram aos postos para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

São considerados documentos válidos para a comprovação da vacinação, o Certificado disponível no aplicativo Conecte SUS; e o comprovante de papel que a Secretaria Municipal de Saúde emite no ato da vacinação.

Quem falsifica ou adúltera o documento está sujeito a punições nas esferas civil e penal.

Multa
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, nesses primeiros dias a prefeitura irá apenas orientar, mas, a partir da próxima semana, as multas começam a ser aplicadas para quem descumprir a determinação.

Os estabelecimentos deverão ser responsáveis pelo controle de cada pessoa em suas dependências mediante a apresentação do comprovante de vacinação com um documento com foto.