Filho de televangelista vítima da Covid acredita que seu pai travou batalha contra o inimigo O televangelista Marcus Lamb, fundador e presidente do canal conservador Daystar Television Network, nos Estados Unidos, morreu após uma batalha contra a Covid-10, anunciaram sua rede e família na terça-feira (30/11). Ele tinha 64 anos.

"É com o coração pesado que anunciamos que Marcus Lamb, presidente e fundador da Daystar Television Network, voltou para casa para estar com o Senhor esta manhã", tuitou a página dele na terça-feira. "A família pede que sua privacidade seja respeitada enquanto sofrem esta perda difícil." 

O filho de Lamb, Jonathan, e sua esposa Joni confirmaram a notícia em uma transmissão do Daystar, dizendo que ele havia morrido por volta das 4 da manhã.

"Ele foi diagnosticado com Covid e então pegou pneumonia. Mas ele tinha doenças pré-existentes", disse Joni. "Ele tinha diabetes, mas o controlou." 
Ela disse que tentaram vários "protocolos", mas que não funcionaram. Seu coração acabou cedendo, ela acrescentou.

"Isso fez com que o açúcar no sangue dele aumentasse e diminuísse o oxigênio", disse ela. "Ele acreditava 100% em tudo o que falamos aqui no Daystar... ainda defendemos isso, obviamente."

"Sua vida foi realmente bem vivida e não há dúvida de que ele ouviu 'muito bem, meu bom e fiel servo' quando entrou nos portões do céu", tuitou Jonathan Lamb, junto com fotos dele e de seu pai. "Vou sentir muita falta do papai. Jogamos golfe juntos todas as semanas nos últimos 15 anos. Ele me impactou ao demonstrar uma maneira justa de viver e me ajudou a me tornar o homem que sou hoje."

The Lambs e Daystar são acusados de fazer declarações controversas durante a pandemia. No episódio de 23 de novembro do programa Ministry Now, Jonathan Lamb chamou a doença de seu pai de "ataque espiritual do inimigo". 

"Por mais que meus pais tenham passado aqui para informar a todos sobre tudo o que está acontecendo na pandemia e algumas formas de tratar a Covid, não há dúvida de que o inimigo não está feliz com isso e está fazendo tudo o que pode para vencer meu pai", disse ele. 

O site da Daystar chama as vacinas de "crise oculta" e sugere uma "verdade perigosa" sobre sua eficácia e propósito. A rede hospedou uma série de vídeos e podcasts, inclusive de Joni, falando contra as vacinas da gripe, vacinas do HPV e outras, e apresentou entrevistas com defensores antivacinas, incluindo Robert Kennedy Jr. e Simone Gold, que é membro do polêmico grupo Médicos da linha de frente da América.

Os Lambs também elogiaram o uso de tratamentos não aprovados para Covid-19 , incluindo ivermectina e hidroxicloroquina. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças e os Institutos Nacionais de Saúde alertaram repetidamente contra o uso desses medicamentos para tratar a Covid-19.