Pastora é morta pelo ex-marido no púlpito da igreja

A pastora Rose Meire Fermino de Andrade Mendonça, de 48 anos, foi morta a tiros enquanto celebrava um culto na Igreja Pentecostal Bandeira da Vitória, na cidade de Aquidauana (MS), na noite de terça-feira (27).



O ex-marido da vítima, Carlos Alberto Mendonça, de 58 anos, confessou o crime à polícia depois de tentar cometer suicídio. Ele invadiu a igreja e fez seis disparos ao todo.



O assassino foi encontrado por um de seus filhos por volta das 3h30 desta quarta (28) em uma casa nos fundos da igreja. Carlos teria dado uma facada no próprio peito e foi levado ao hospital, onde está internado em estado grave.



Apesar de seu estado, ele conseguiu prestar depoimento à polícia pela manhã e confessou ter cometido o crime por não aceitar a separação, ocorrida há duas semanas. Ele disse ter comprado a arma de um desconhecido.



O celular de Carlos foi periciado e a polícia descobriu que ele pegou 3 mil reais emprestados de um agiota para comprar a arma usada no crime. A pistola ainda não foi encontrada. Antes de atirar três vezes contra a ex-mulher, o homem teria deixado uma carta de despedida aos filhos.



O Brasil é o quinto país no ranking de feminicídios no mundo. Os casos de violência contra a mulher devem ser denunciados através do telefone 180.