Goleiro do Palmeiras lamenta intolerância religiosa por parte de Paulo Betti O goleiro Weverton, tricampeão da Libertadores pelo Palmeiras, lamentou ter sido vítima de intolerância religiosa por parte do ator Paulo Betti. O atleta agradeceu a Deus em entrevista logo após o título, chegando a citar versículos bíblicos. A atitude foi duramente criticada pelo ator Paulo Betti, que comparou o palmeirense ao goleiro Bruno, ex-Flamengo e condenado pelo assassinato de Eliza Samudio.

"O discurso do goleiro do Palmeiras depois do jogo, aquela falação sobre Deus quando devia estar comemorando, aquela cena dele rezando antes de começar o jogo, me faz lembrar do goleiro Bruno, que rezava antes do jogo e depois ia matar a moça e jogar pros cães. Explica muito o Brasil", escreveu Betti em sua conta no Twitter. O ator depois apagou a postagem.

Estas foram as palavras do jogador que tanto incomodaram ao ator:

"Foi duro, foi difícil, esta foi nossa quarta final no ano, não ganhamos nenhum campeonato, mas quero dizer hoje que Deus fez coisas grandiosas por nós. Deus tem sido tão bom com a gente mesmo nas derrotas, porque Ele tem nos ensinado. Hoje, diante de tanta dificuldade, diante de um grande adversário, de um grande jogo, Deus nos agraciou com essa conquista para que não fique dúvida do quanto Ele é bom."

Em entrevista ao UOL Esporte, Weverton afirmou que nunca sofreu intolerância dessa forma e que o ator estava equivocado. 

“Eu nunca sofri esse tipo de intolerância. Eu jamais posso aceitar e jamais vou me calar. Acho que deve existir respeito. Eu tenho a minha crença, eu acredito em Deus e acredito na bondade de Deus. Quem me conhece e acompanha sabe que eu falo de Deus não só nas vitórias. Toda vez que o time ganha, perde ou empata, eu sempre me ajoelho e agradeço a Deus. Lógico que nas vitórias as pessoas te dão mais voz, deixam você falar muito mais do que nas derrotas, isso faz parte do processo. O goleiro do Palmeiras, no entanto, assegurou que perdoa Paulo Betti pela postagem.

"O Paulo sabe que foi infeliz na declaração dele, principalmente por tentar me comparar com outras pessoas, isso não se faz. Mas faz parte, não tenho rancor e perdoo ele. Eu posso falar que ele não sabe o que ele diz, está totalmente equivocado. Isso jamais vai me calar naquilo que acredito. Então tem que haver respeito: eu posso falar daquilo que acredito, você pode falar daquilo que acredita. Fico feliz porque fiz aquilo que estava no meu coração. Quanto a ele, ele sabe que errou, mas eu desculpo e perdoo, sem problema nenhum", esclareceu.

A tentativa de cancelamento surtiu efeito contrário. Nas redes sociais, internautas criticaram a atitude do ator. Arrependido após a repercussão do caso de intolerância, Paulo Betti se desculpou e parabenizou Weverton pela conquista do título.

"Minha postagem foi infeliz, peço desculpas ao goleiro Weverton, e aproveito pra cumprimentar pelo merecido titulo", resumiu.