Professor trancava alunos na sala e pedia para que eles se beijassem em troca de pontos extras Um professor de um colégio estadual de Salvador foi afastado pela Secretaria de Educação, após trancar alunos na sala de aula e obrigá-los a se beijarem em troca de pontos extras e dinheiro. Mais de 30 alunos do sexto ano do Ensino Fundamental acusam o professor de artes pelo ato inusitado.

Uma aluna contou a uma TV local que o professor queria menina beijando menina e menino beijando menino.

Segundo os estudantes, a diretora da escola entrou na sala e pegou os celulares dos alunos que filmavam a cena. Ela teria apagado os vídeos na tentativa de evitar a denúncia.

Há relatos de que o professor cometeu o mesmo crime em anos anteriores e nada foi feito pela direção do Colégio Estadual Heitor Villa Lobos, onde o fato ocorreu no dia 11 deste mês. Desta vez, a Secretaria Estadual de Educação da Bahia, além de afastar o acusado, instaurou um processo administrative para apurar o caso.

Nas redes sociais, a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) demonstrou sua indignação contra o ocorrido com alunos na faixa dos 12 anos.

“O mais completo absurdo! Professor trancava alunos de 11 e 12 anos e oferecia dinheiro e pontos na nota para que se beijassem. O professor foi afastado, mas a diretoria tinha conhecimento e apagou os vídeos gravados pelos alunos. Um escândalo! Um crime!”, lamentou a parlamentar que é presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.