Nacionalistas hindus proíbem cristãos de realizar cultos de adoração na Índia Mais de 50 igrejas domésticas foram proibidas de realizar cultos de adoração no estado indiano de Madhya Pradesh, no último domingo (21).

De acordo com a International Christian Concern (ICC), o Conselho Hindu Universal (VHP) e outros grupos nacionalistas hindus radicais enviaram um aviso aos cristãos no distrito de Jhabua proibindo-os de se reunirem.

“Eu li a circular na sexta-feira passada e decidi não fazer culto no domingo”, disse um pastor local ao ICC. "Os últimos cinco meses foram difíceis. Nossa congregação foi reduzida de 40 para 15. Mesmo esses 15 agora estão com medo."

O aviso afirmava explicitamente que as igrejas não tinham permissão para se reunir, a menos que tivessem autorização especial do magistrado local. Tornou-se viral nas redes sociais, fazendo com que muitos crentes cancelassem a adoração.

Os cristãos do distrito estão preocupados por não poderem mais exercer seus direitos de liberdade religiosa, que são garantidos em teoria pela Constituição da Índia.

“Eu sei, como pastor, que preciso suportar dificuldades e perseguições por causa da minha fé”, continuou o pastor. "Mas estou preocupado com aqueles que estão mostrando interesse e vindo recentemente para adorar conosco."

Os cristãos na Índia representam cerca de três por cento da população, mas a perseguição contra os crentes aumentou no ano passado.

De acordo com um relatório de apuração de fatos, nos primeiros nove meses de 2021, houve mais de 300 incidentes de perseguição aos cristãos.

O aumento nos ataques vem de um nível crescente de ideologia Hindutva que incentiva os hindus radicais a atacar os cristãos por meio da violência da multidão.

"Os temores que estão sendo alimentados de cristãos convertendo hindus são infundados", disse AC Michael, o Coordenador Nacional do Fórum Cristão Unido, ao ICC.

Embora a perseguição esteja aumentando, alguns crentes no distrito de Jhabua estão se posicionando.

Mais de 300 pastores e líderes cristãos se reuniram com autoridades sobre o aviso que os impedia de manter a igreja. Eles enviaram um memorando solicitando o tratamento justo de todas as comunidades do distrito, incluindo a minoria cristã.