Lewis Hamilton repete gesto de Ayrton Senna ao vencer GP do Brasil O heptacampeão mundial Lewis Hamilton superou Max Verstappen e venceu o Grande Prêmio de São Paulo com a Mercedes neste domingo (14), com direito a bandeirada final da campeã olímpica Rebeca Andrade. Agora, ele está só a 14 pontos da liderança do campeonato de Fórmula 1 ocupada hoje por seu rival da Red Bull, faltando três corridas para o final.

Verstappen, da Red Bull, terminou em segundo com Valtteri Bottas, da Mercedes, em terceiro, depois de um fim de semana impressionante e controverso no Brasil que entrará para a história como um dos maiores desempenhos de Hamilton.

O piloto, de 36 anos, garantiu a terceira vitória no Brasil, superando o desempenho do italiano Giancarlo Fisichella em 2003, que venceu a prova depois de sair em oitavo.

Foi a sexta vitória de Hamilton na temporada e a 101ª de sua carreira.

Fã incondicional de Ayrton Senna, logo após cruzar a reta de chegada, o piloto da Mercedez pegou a bandeira brasileira e emocionou Interlagos repetindo o gesto do tricampeão mundial. O heptacampeão agradeceu o carinho dos fãs brasileiros e disse que este fim de semana foi "provavelmente um dos melhores, se não o melhor", de toda sua carreira na Fórmula 1. 

Antes mesmo da corrida, Hamilton usou as redes sociais para expressar mais uma Sua admiração por Senna e carinho pelo Brasil. Ele usou uma arte em que aparece lado a lado com o saudoso piloto brasileiro.

"Minha maior inspiração. Era como ele corria, sua paixão pela vida e pelo esporte. Mas mais do que tudo, foi a maneira como ele enfrentou sozinho um sistema que nem sempre foi gentil com ele. Que o legado de Ayrton Senna viva para sempre, especialmente vibrante neste fim de semana."

No próximo final de semana, o circo da Fórmula 1 desembarca no Oriente Médio para o inédito Grande Prêmio do Catar.