Autor de novelas Gilberto Braga morre aos 75 anos Morreu nessa terça-feira (26), no Hospital Copa Star, na zona sul do Rio de Janeiro, o autor de novelas Gilberto Braga, aos 75 anos. Ele era autor de obras clássicas da TV como Dancin' Days, Vale Tudo, Corpo a Corpo e Paraíso Tropical, entre outras.

Gilberto Braga estava internado desde a última sexta-feira (22) e já vinha enfrentando problemas de saúde há alguns anos. Foi para o hospital com um quadro de infecção generalizada, após uma perfuração no esôfago. Gilberto Braga manteve uma união de 50 anos com o decorador Edgar Moura Brasil.

O teledramaturgo nasceu no Rio de Janeiro em 1º de novembro de 1945. Cursou a faculdade de Letras na Pontifícia Universidade Católica do Rio e começou a trabalhar dando aulas na Aliança Francesa. Ele também foi crítico de teatro e cinema no jornal O Globo, entre outras funções, tudo isso antes de se dedicar exclusivamente à teledramaturgia. A emissora informou também que ele chegou a cursar Direito e a prestar concurso para o Itamaraty, mas não avançou em nenhuma das duas carreiras.

Gilberto Braga entrou na Globo em 1972. om uma adaptação de A Dama das Camélias para o programa Caso Especial, com direção de Walter Avancini. A história foi protagonizada por Glória Menezes. Depois, vieram outros episódios para o programa. Um deles, especificamente, fez muito sucesso à época: As Praias Desertas, que tinha no elenco Dina Sfat, Yoná Magalhães e Juca de Oliveira. 

Seu último trabalho na emissora foi em Babilônia (2015), trama que sofreu resistência do público e amargou baixos índices de audiência. Apesar dos reajustes propostos, o enredo ficou marcado como um dos mais fracos do autor.