Janela 4/14: conheça o movimento missionário focado na evangelização de crianças

Você sabe o que é a Janela 4/14? É um movimento missionário cristão global focado na evangelização de crianças com idade entre 4 e 14 anos. Em 2015, uma pesquisa da National Association of Evangelicals  revelou que 63% dos entrevistados se converteram ao cristianismo nessa faixa etária. 

Esse intervalo de idade é reconhecido como uma janela de oportunidade para o alcance de pessoas para Cristo.  Estima-se que 30% das pessoas de todo o mundo (algo em torno de 2 bilhões de pessoas) têm entre 4 e 14 anos, e a maioria nunca ouviu falar do Evangelho!

“Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas” – Jesus, em Marcos 16.15.

Tem sido comprovado que 86% das pessoas que aceitam a salvação em Cristo, tomam esta importante decisão até os 14 anos; 10% de 15 a 30 anos e 4% após os 30 anos, segundo a APEC. O fato é que se uma pessoa não receber a Cristo quando criança, dificilmente o fará na idade adulta.

Livro Sem Palavras


A Apec (Aliança Pró Evangelização de Crianças) é um movimento levantado por Deus e surgiu nos anos de 1930 em Chicago, nos EUA, através de um homem chamado Jesse Irwin Overtholzer (fundador da APEC) que tinha o costume de interromper as brincadeiras de rua das crianças para lhes mostrar um livrinho colorido, sem nenhuma palavra. O livro continha em suas páginas o plano de Salvação. Manuseando o livro sem palavras, o homem ganhava muitas crianças para Cristo. Então, em 1936, ele fundou a APEC nos Estados Unidos e em 60 países.

Este livrinho colorido ficou conhecido mundialmente, e até hoje é o método mais eficaz para alcançar os pequeninos para Cristo. É uma espécie de alfabetização espiritual infantil e que todo ministro de crianças deve conhecer.

O Livro Sem Palavras permite que a criança conte a história com suas próprias palavras; crie uma história com ela a partir de imagens; provoca na criança a admiração pela arte, evidenciando as cores e a arte; e provocar a criança a escrever sua própria história através de ilustrações.

Fica aí a dica para esse Dia das Crianças. O presente mais precioso não é boneca, nem bola, nem bicicleta, mas uma vida com Cristo.