Tiroteio assusta moradores de comunidade na Zona Oeste do Rio Moradores da Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, relataram uma intensa troca de tiros na tarde desta terça-feira (05). A Polícia Civil iniciou uma operação na região depois que um agente foi encontrado morto na comunidade.

Policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) dão apoio à Delegacia de Homicídios, que faz perícia para apurar o assassinato.

O policial identificado como Guilherme Silva Torres, de 47 anos, foi morto dentro da Cidade de Deus, segundo testemunhas. O crime ocorreu na madrugada de hoje. Um adesivador teria sido obrigado a transportar o corpo em seu veículo de trabalho para o Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária (Ieds) na Taquara, bairro vizinho.

O inspetor Guilherme da Silva era lotado na 4ª DP (Praça da República), e deixou o plantão pouco depois das 20h desta segunda-feira. A polícia acredita que ele possa ter sido sequestrado e levado para dentro da comunidade. 

A Polícia deve analisar imagens do circuito de segurança da região para tentar identificar os criminosos que acompanharam o adesivador até o local onde o corpo foi deixado. A motivação do crime é desconhecida, bem como o paradeiro da arma do policial.

A vítima havia retornado ao trabalho há poucos meses, após cumprir licença em Portugal.  

Devido à operação policial, várias linhas de ônibus deixaram de operar hoje na região, segundo a Rio Ônibus.