Manifestações prejudicam volta do trabalho Cidades brasileiras registraram nesta quinta-feira (30) protestos em defesa da educação. Até por volta de 18h, atos foram registrados em ao menos 92 cidades de 21 estados e do Distrito Federal.



Este é o segundo dia de protestos pelo país. Movimento encabeçado por sindicatos e partidos da esquerda se diz contra o contingenciamento de verbas para a educação. Os atos seguiram pacíficos por toda a manhã, mas houve confusão no início da tarde em Brasília. Durante um princípio de tumulto entre policiais militares e manifestantes, a polícia usou spray de pimenta contra um grupo e um homem foi detido.



Bloqueios no Rio



O Centro de Operações da prefeitura do Rio de Janeiro informou que o trânsito foi interditado totalmente na Avenida Presidente Vargas, Presidente Antônio Carlos e Rio Branco, que estavam fechadas por volta das 18h15.



Por causa das interdições na região do Centro, a recomendação do COR é o uso do transporte público (metrô e trens) para os deslocamentos.



No mesmo horário, a linha 1 do VLT operava entre a Praia Formosa e Parada dos Museus. A linha 2 seguia com circulação normal entre Praia Formosa e Praça 15.