Governo prevê mudança do Bolsa Família para Auxílio Brasil com valor de R$ 300 a partir de novembro O secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Bruno Funchal, afirmou hoje (17) que o Auxílio Brasil, novo programa social que vai substituir o auxílio emergencial e o Bolsa Família, será de R$ 300. Isso representa um aumento de R$ 111 em relação ao valor médio pago atualmente pelo Bolsa Família.

Ele afirmou que o Auxílio Brasil vai entrar em vigor em novembro porque esse tipo de programa não pode ser implantado em ano eleitoral. Funchal acrescentou que, para poder financiar os pagamentos deste ano, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou ontem um decreto que eleva a alíquota do IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários).

Além de aumentar o valor, o governo informou que a alta do IOF também permitirá ampliar para 17 milhões o número de famílias beneficiadas. Atualmente, 14,6 milhões de famílias recebem o benefício.

As informações foram dadas por Funchal em um evento que aconteceu na manhã de hoje e foi organizado pela Fucape Business School.

O secretário ainda defendeu a importância de aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios, que foi enviada pelo governo federal e está em discussão no Congresso. A proposta permite que o governo parcele o pagamento das dívidas.

Segundo ele, essa é a única forma de viabilizar o Auxílio Brasil nos próximos anos sem comprometer o teto de gastos.