Bandido mantém reféns em ônibus na Ponte Rio Niterói

Atualizado às 08h54



Um homem armado ameaça os passageiros dentro de um ônibus da Viação Galo Branco na Ponte Rio-Niterói na manhã desta terça-feira (20). A Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar estão no local. O homem se identificou como policial e ameaça atear fogo no ônibus.



Cinco reféns foram liberados, mas ainda há 31 pessoas nas mãos do bandido, e não 17 conforme havia sido divulgado anteriormente.



O sequestrador mandou o motorista encostar e parar na ponte para quem segue em direção ao Rio e deu ordem para que o ônibus fosse atravessado na subida do vão central. Não há informações sobre vítimas. Ele está armado com uma arma de fogo, outra de choque e uma faca, segundo a PRF.



Um telefone celular foi passado de dentro do veículo para os agentes da PRF. Às 6h31, um homem jogou algo pegando fogo para fora.



Negociadores do Batalhão de Operações Especiais (Bope) estão no local para ajudar no diálogo com o sequestrador do ônibus, segundo Mauro Fliess, porta-voz da Polícia Militar.



“Nossa principal missão é tirar os reféns de dentro do veículo e retomar as nossas vidas", destacou Fliess.



Esta linha sai do Jardim Alcântara, em São Gonçalo, na Região Metropolitana, e vai até o Estácio, na região Central do Rio. Ela é a única linha que cobre os bairros do Rocha, Columbandê, Lindo Parque e Galo Branco em direção ao Rio.



Um grande congestionamento já se formou nos acessos à Ponte Rio-Niterói, que está interditada nos dois sentidos.