Dia D promove inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

A partir desta terça-feira (20/08), o Rio de Janeiro receberá o ‘Dia D’, uma iniciativa do Núcleo de Atendimento ao Deficiente (NEAD), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais (SEDEERI). A primeira ação será em Campo Grande, a partir das 9 horas, no Centro Esportivo Miécimo da Silva. Realizado em parceria com a Subsecretaria de Fiscalização do Trabalho, do Ministério da Economia, o ‘Dia D’ percorrerá diversos municípios do estado do Rio até o dia 19 de setembro.



- O Dia D é uma das ferramentas mais importantes na empregabilidade da pessoa com deficiência. O Nead foi pensado para, além de intermediar vagas de emprego, esclarecer as questões trabalhistas, beneficiarias e até mesmo capacitar para o mercado de trabalho. O Rio de Janeiro precisa desse olhar mais acolhedor quando se trata da pessoa com deficiência – explicou Ana Asti, Subsecretária de Estado de Emprego e Renda.



Realizado anualmente, desde 2014, o ‘Dia D’ visa promover a inserção de pessoas com deficiência e reabilitados do INSS no mercado de trabalho, oferecendo no mesmo dia e local intermediação de mão de obra para colocação em vagas de emprego, orientação profissional, seguro desemprego, através do Sine, além de emissão de Carteira de Trabalho, em parceria com a Superintendência Regional do Trabalho e departamentos de RHs avançados de empresas parceiras.



Troca de experiências



A Lei estabelece que empresas com 100 ou mais empregados devem possuir em seus quadros de 2% a 5% de pessoas com Deficiências ou Beneficiários Reabilitados do INSS. O alcance do ‘Dia D’, porém, vai além da contratação de PCDs e Reabilitados do INSS, estendendo-se à troca de experiências entre os departamentos de recursos humanos das empresas parceiras e instituições participantes, como o próprio Ministério da Economia, Ministério Público do Trabalho (MPT), INSS, SINE - NEAD, Instituto Benjamin Constant, Instituto Nacional de Educação dos Surdos, OAB/RJ, Casa de Inclusão, entre outros.



- A Casa da Inclusão conta com uma equipe técnica com psicólogos, assistentes sociais, psicopedagogos, orientando as pessoas com deficiência para o mercado de trabalho, orientando e esclarecendo as dúvidas das famílias e realizando palestras de sensibilização e orientação nas empresas parceiras. Nossa missão é a de incluir as pessoas com deficiências na sociedade - comentou Florence Sznaider, coordenadora da Casa de Inclusão.



A participação das pessoas com deficiência e reabilitados no mercado de trabalho traz benefícios ao próprio trabalhador e também à sociedade como um todo. Para a pessoa contratada, os benefícios da inclusão no trabalho, tais como aumento da renda e fortalecimento de laços sociais, tem como consequência a independência, autoestima e a garantia da dignidade, trazendo ainda benefícios econômicos, orçamentários e culturais. Além disso, a presença das pessoas com deficiência em espaços de convívio antes não acessados tem como efeito a transformação da visão social sobre esse grupo de pessoas, que ainda é frequentemente estigmatizado.



Este ano serão promovidos no Estado nove "Dias D" nas seguintes localidades:



20/ago - Centro Esportivo Miécimo da Silva,  Rua Olinda Ellis, nº  470, Campo Grande/RJ.



23/ago - Associação Atlética Cabofriense, Rua 13 de novembro, nº 386, Centro, Cabo Frio.



29/ago - Praça dos Três Poderes, Vilar dos Teles São João Meriti/RJ.



11/set - Ilha São João, em Volta Redonda/RJ.



05/set - Praça Conselheiro Macedo Soares, Centro Maricá/RJ.



10/set - Universidade Católica de Petrópolis, Rua Benjamin Constant, nº 213, Centro Petrópolis/RJ.



12/set - Espaço Niemeyer, R. Jornalista Rogério Coelho Neto, centro de Niterói/RJ.



17/set   - Quadra do G.R.E.E.S.  Portela, Rua Clara Nunes, nº 81, Oswaldo Cruz/RJ.



19/set - Catedral de São Sebastião do RJ, Avenida Chile, nº 245, Centro/RJ.



 



*Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais do Rio de Janeiro