CBF decide manter jogos sem público em suas competições Nesta quarta-feira (08), representantes de 19 dos 20 clubes que participam da Série A do Campeonato Brasileiro se reuniram para Conselho Técnico extraordinário da competição, cuja pauta única foi deliberar a respeito do retorno do público às partidas da competição.

A reunião foi conduzida pelo Presidente interino da CBF, Ednaldo Rodrigues, e contou com a presença dos Vice-presidentes da CBF, Castellar Guimarães, Gustavo Feijó e Antônio Nunes, dos Presidentes das Federações com clubes integrantes na Série A, além de integrantes da Diretoria da entidade.

O Conselho Técnico contou ainda com a participação de representantes da Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF), da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF) e da Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol (FBTF).

"Quero dizer que é uma honra reunirmos novamente o Conselho Técnico da Série A, órgão qualificado e soberano para tomar decisões sobre a competição. Para mim pessoalmente é especial, pois é o primeiro que participo como presidente interino da CBF. Acredito muito no debate aberto, democrático e propositivo na construção de um ambiente pacífico e de união para o bem do futebol brasileiro”, destacou o Presidente Ednaldo Rodrigues na abertura do encontro.

Após explanação inicial da CBF sobre a situação sanitária nos estados e cidades onde há jogos da Série A, os clubes tiveram momento de manifestações e debates por meio de seus representantes, tendo após deliberado:

Os 19 clubes participantes do Conselho Técnico decidiram, por unanimidade, que somente haverá o retorno de público às partidas da Série A do Campeonato Brasileiro quando as autoridades públicas de todas as cidades dos clubes participantes autorizarem, garantindo a isonomia total na competição.

O Conselho Técnico da Série A voltará a se reunir no dia 28 de setembro para deliberar sobre o tema. CBF e Clubes irão intensificar os contatos com as autoridades sanitárias locais para buscar as autorizações necessárias até esta data.

Os clubes decidiram, por unanimidade, conjuntamente pleitear junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol a reconsideração ou reforma da decisão liminar que autorizou o Clube de Regatas do Flamengo a retornar com o público em suas partidas como mandante, em respeito ao regulamento da competição aprovado em reunião de Conselho Técnico realizada no dia 24 de março de 2021. Além disso, solicitarão ao STJD do Futebol celeridade para que o processo seja levado à apreciação do Pleno do Tribunal.

Por fim, os clubes manifestaram, por unanimidade, que irão pleitear à CBF que sejam suspensas rodadas da competição nas quais clubes sinalizem com a utilização de liminar para contar com público nos estádio. A CBF irá analisar juridicamente a questão, uma vez que interfere na esfera de direito de terceiros adquirentes de propriedades comerciais da competição.