Satanistas reivindicam direito ao Um Templo Satânico entrou na briga contra a lei de batimentos cardíacos do Texas, EUA, alegando que a lei restringe a liberdade de religião do grupo. Segundo eles, a lei impõe um "ônus indevido" a qualquer um de seus membros para que se submeta ao "ritual satânico do aborto".

"A Lei de Restauração da Liberdade Religiosa do Texas (TRFRA) fornece um mecanismo para buscar uma isenção de qualquer lei que restrinja o livre exercício da religião", postou a organização em um comunicado em seu site. "Como o SB 8 impõe um ônus indevido sobre a capacidade dos membros do Templo Satânico de se submeterem ao Ritual de Aborto Satânico, o primeiro passo na defesa dos direitos de seus membros é buscar uma isenção sob o essa lei. Se o estado se recusar a fornecer tal isenção, podemos recorrer à Justiça, diz um comunicado do grupo.

O Templo Satâncio, com sede em Salem, Massachusetts, descreve seu ritual de aborto como uma "experiência espiritual destinada a incutir confiança e autoestima de acordo com suas crenças religiosas." A organização afirma que aqueles que praticam o ritual de aborto satânico estão isentos de serem submetidos a períodos de espera, aconselhamento obrigatório, visualização forçada de ultrassons e materiais de leitura, conforme exigido em muitos estados.

O grupo também afirma que o ritual de aborto praticado por seus membros está isento das regulamentações existentes sobre o aborto com base na liberdade religiosa. Eles apontam para a decisão da Suprema Corte de 2014 de que a Hobby Lobby, como empresa, tinha o direito de não cobrir o controle da natalidade, incluindo medicamentos abortivos, como parte de seu programa de saúde para seus funcionários, devido às suas crenças religiosas que consideravam tal prática como imoral. 

Eles dizem que todos os abortos feitos por seus membros são atos religiosos do satanismo e protegidos pela decisão. 

Em agosto de 2020, o Templo Satânico chegou a anunciar o sorteio de um aborto gratuito para promover o ritual da organização. 

Fundado em 2012, o Templo Satânico afirma ter mais de 300 mil membros em todo o mundo. 

Na segunda-feira, o deputado americano Dan Crenshaw (R-TX) tuitou : "Se você está se perguntando se está do lado certo da história, verifique de que lado estão os satanistas."