Atos do 7 de Setembro tiveram apoio de pastores e cantores cristãos Lideranças evangélicas mostraram neste 7 de setembro que mais do que nunca seguem fechadas com o presidente Jair Bolsonaro. Durante toda a comemoração dos 199 anos da Independência do Brasil e também em suas participações nos atos em favor da liberdade de expressão, o mandatário esteve acompanhado por pastores.

O dia começou com louvor a Deus e oração antes da cerimônia oficial no Palácio da Alvorada. O senador Flávio Bolsonaro transmitiu o momento que foi acompanhado pelo presidente e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“Hoje pela manhã, por ocasião das comemorações do Dia da Independência do Brasil, tive o privilégio de orar pela nossa Nação e pelo chefe do poder executivo, bem como todas as autoridades presentes. Li o texto de Provérbios 16:3 que diz: ‘Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos’. Nós cremos nesta palavra, e acreditamos que o Brasil não será apenas o celeiro do mundo, o Brasil será reconhecido também como uma Nação que ama a Deus, obedece aos seus ensinamentos. Senhor, sara nossa Nação!”, disse o Pr. Claudir Machado, líder da Igreja Batista Atitude de Brasília, em suas redes sociais.

Durante as manifestações em Brasília e em São Paulo, Bolsonaro foi acompanhado de perto por um grupo de pastores encabeçado por Silas Malafaia e pelo deputado Marco Feliciano (Republicanos-SP). Eles publicaram nas redes sociais mensagens de apoio ao presidente.

Presentes no ato realizado na Avenida Paulista, o grupo posou com Bolsonaro no carro de som onde o chefe do Executivo Federal discursou para apoiadores. A imagem foi publicada por Malafaia no Twitter e no Instagram, com a legenda “Bolsonaro com líderes evangélicos na paulista”

Malafaia foi um dos responsáveis por convocar evangélicos para participares das manifestações deste 7 de Setembro. Na ocasião, o pastor chamou o “povo abençoado do Brasil” para o ato. Também participaram do vídeo outros líderes religiosos, como o ex-senador Magno Malta (PL-ES) e o porta-voz do movimento Nas Ruas, Tomé Abduch. Ambos foram aos atos do Dia da Independência na Av.Paulista, em São Paulo.

O coordenador da Bancada Evangélica, deputado Cezinha de Madureira (PSD-SP), também pediu a presença dos fiéis nas ruas. Segundo ele, a “maioria dos evangélicos” está com o presidente.

Mesmo fora dos palanques, em meio à multidão, nomes conhecidos do cenário evangélico manifestaram seu apoio à pauta do governo Bolsonaro. Os cantores Sérgio Lopes e Léa Mendonça (foto) estiveram na manifestação em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. No mesmo bairro esteve Rafael Bitencourt. Isaías Saad saiu às ruas de São Paulo acompanhado da mulher, ambos também vestindo as cores da bandeira brasileira.

“Hoje eu vou para Copacabana lutar pelo direito de continuar como Pátria livre e sem mordaça. E viva o povo brasileiro! Essa gente sofrida que sempre dá a volta por cima”, legendou Léa Mendonça uma foto no Instagram momentos antes de seguir para a manifestação.