Independência: Bolsonaro desfilou no Rolls-Royce dirigido por Nelson Piquet e cercado por crianças

As celebrações pelo Dia da Independência não tiveram o tradicional desfile militar na Esplanada dos Ministérios. Em tempos de pandemia de covid-19, a data foi comemorada com uma cerimônia de hasteamento da bandeira nacional no Palácio da Alvorada, partir das 9h, com a presença do presidente Jair Bolsonaro.



O início da cerimônia teve a chegada de 18 paraquedistas, que pousaram no Palácio da Alvorada para entregar, ao presidente, a bandeira brasileira. Em seguida foi executado o Hino Nacional, para o hasteamento da bandeira, seguido de uma salva de 21 tiros de canhão.



Bolsonaro desfilou no Rolls-Royce dirigido pelo ex-piloto e tri-campeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet e cercado por crianças.

Nelson Piquet pilotou o modelo Rolls-Royce Silver Wraith de 1952, que é mantido mantido pelo Ministério da Defesa. Tradicionalmente, o veículo é utilizado em ocasiões como posses presidenciais e desfiles abertos.

O veículo está no Brasil desde 1953. De Getúlio Vargas até hoje, o Rolls Royce foi utilizado em todas as posses dos presidentes.

Ao final da cerimônia, a Esquadrilha da Fumaça fez uma apresentação nos céus da capital federal.

Manifestação

Acontece hoje uma manifestação em apoio ao presidente Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios. A abertura da Esplanada para circulação de carros ocorre somente após a dispersão dos manifestantes. Outro grupo de manifestantes, contrário ao governo, vai se reunir na Torre de TV.



Em nota, a Secretaria de Segurança do Distrito Federal (SSPDF) lembrou que, em reuniões realizadas previamente com os organizadores dos grupos manifestantes, ficou definido que os maquinários autorizados a participar do ato popular estariam liberados para serem estacionados ao longo da via N1, na madrugada de terça-feira (7).

“Importante ressaltar que a autorização permitia apenas exposição dos veículos, como já realizado anteriormente em outras manifestações”, acrescentou.



“A Praça dos Três Poderes permanece interditada por gradil e linha de policiais", disse a secretaria.