MP RJ recebe mais de 2 mil denúncias de maus-tratos a idosos O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) recebeu 2.136 denúncias de negligências e maus-tratos contra idosos na cidade do Rio de Janeiro somente entre janeiro e agosto deste ano. A Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) promoveu uma audiência pública para debater o tema.

Números alarmantes
A promotora Cristiane Branquinho considera alarmante o número de denúncias recebidas pelo Ministério Público.

“É necessário refletir e agir. Não temos uma política de cuidados do idoso. Faltam serviços socioassistenciais, instituições de longa permanência, unidades de Centro-Dia. Tudo recai na falta de orçamento para tais políticas”.

Onde procurar ajuda?
Quem souber de algum caso de violência contra idosos no Rio pode procurar a Delegacia Especial de Atendimento à Pessoa da Terceira Idade, que fica em Copacabana, na Rua Figueiredo de Magalhães, 526; e a ouvidoria do Ministério Público pode ser contactada pelo telefone 2262-7015.

O Núcleo Especial de Atendimento à Pessoa Idosa da Defensoria Pública atende na Avenida Rio Branco, 147, 12° andar, no Centro. Além disso, a Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) oferece um plantão informativo dos direitos da pessoa idosa. O serviço funciona às segundas e quartas-feiras, das 13h às 17h, pelo telefone 2334-0168 e na Coordenação de Projetos de Extensão do campus universitário, 10º andar, bloco F, sala 10.141.2.