Líder de caminhoneiros convoca categoria a bloquear estradas neste 7 de Setembro

Caminhoneiros se organizam para comparecer à manifestação em Brasília no feriado do 7 de Setembro, embora os atos não tenham o apoio oficial das representações da categoria. Em um vídeo que circula nas redes sociais e em grupos bolsonaristas, o caminhoneiro Marinaldo Machado, parceiro de Marcos Antônio Pereira, conhecido como “Zé Trovão”, aliado do presidente Jair Bolsonaro, informa que no feriado da Independência haverá uma paralisação em todas as rodovias. De acordo com Marinaldo, o ato começará às 6h em todas as rodovias do país.

Segundo ele, apenas viaturas de polícia, corpo de bombeiros, caravanas, caminhões com cargas perecíveis ou com oxigênio terão o tráfego liberado durante o ato. “No dia sete de setembro será dado o segundo grito de liberdade dos brasileiros. Nós que estaremos lutando contra a exoneração dos 11 ministros (STF) e também da contagem pública de 100% das urnas em todo território nacional”, diz Marinaldo no vídeo.

“Patriotas, esta bandeira verde e amarela jamais será vermelha [...] estaremos fazendo história ao vivo”, disse. O caminhoneiro termina o vídeo com o slogan de apoiadores do presidente Bolsonaro: "Supremo é o povo”.

Marinaldo aparece em diversas postagens no Instagram ao lado de Marcos Pereira, conhecido como Zé Trovão, que é investigado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por suspeita de organizar atos antidemocráticos para o Sete de Setembro. No último dia 31, ele descumpriu uma ordem do STF e participou de uma live nas redes sociais incitando o fechamento de estradas para os atos que estão marcados para esta terça-feira e pressionando o Senado a aceitar pedido de impeachment contra ministros do Supremo Tribunal Federal.